Estresse: o que é e quais são os sintomas

Estresse: o que é e quais são os sintomas

O estresse é um estado de tensão que pode ocorrer por diferentes motivos. É certo afirmar que quase todo mundo já se sentiu assim em algum momento. Seja por causa de uma rotina estressante ou alguma situação específica, esse estado surge como uma resposta física do próprio organismo.

O estresse frequente pode ser prejudicial à saúde. Isso porque ele é como uma sinalização para o corpo de que estamos sob ataque. Dessa forma, há a liberação de diversas substâncias em nosso organismo que podem resultar em reações físicas como aumento da frequência cardíaca, dores de cabeça, irritabilidade, entre outras.

Dessa forma, entender o que causa o estresse, como ele ocorre e quais são os sintomas é importante para poder evitar situações que possam desencadear esse problema. Confira a seguir as dicas da Fepo para entender melhor o assunto.

Afinal, você sabe o que é estresse?

O estresse é uma resposta natural do nosso corpo que atua como um sinal de alerta para alguma ameaça. Quando estamos sob ataque, seja ele qual for, nosso corpo reage quimicamente e fisicamente para nos deixar em alerta. Por isso, o estresse está relacionado com o instinto de sobrevivência.

Há diversas atividades que podem ser potencialmente estressantes para algumas pessoas, desencadeando o estado de alerta e todas as reações que ocorrem no organismo. Porém, nem tudo que gera estresse está relacionado com uma ameaça de fato, sendo possível que ele ocorra em função da rotina do trabalho, da chegada de um filho ou de uma mudança de emprego, por exemplo.

Também é importante pontuar que podemos categorizar o estresse em dois diferentes tipos: o agudo e o crônico.

Estresse agudo

O estresse agudo ocorre durante alguma situação específica. É uma reação muito comum que ocorre quando há um novo desafio em frente, quando recebemos uma notícia inesperada, após um acidente de trânsito ou em uma situação de briga, por exemplo.

Esse tipo de reação não causa danos permanentes para o organismo, mas pode desencadear alterações emocionais, cognitivas e físicas passageiras.

Os episódios isolados de estresse agudo são considerados saudáveis, já que eles ensinam o nosso corpo a lidar com situações estressantes que podem surgir no futuro.

Estresse crônico

Já o estresse crônico ocorre de forma persistente e geralmente dura longos períodos de tempo. Esse é o tipo de estresse que ocorre constantemente e que está associado a experiências traumáticas que desencadeiam o estado de tensão em situações que remetem ao trauma sofrido.

Essa recorrência pode ser muito prejudicial à saúde, pois ela se mantém frequente na vida do indivíduo causando alterações emocionais e físicas, afetando a personalidade e contribuindo para um constante estado de alerta.

E quais são os principais sintomas do estresse?

Assim como diversas reações do nosso organismo, o estresse também pode desencadear sintomas físicos, cognitivos e emocionais. É importante compreender que os sintomas relatados por quem está sob estresse podem ser percebidos de forma diferente. Portanto, é sempre recomendado consultar um profissional de saúde para realizar o diagnóstico.

A seguir, a Fepo listou alguns dos principais sintomas que foram relatados por quem já experimentou esse estado de tensão. Confira os detalhes.

Dificuldade em se concentrar

Esse é um sintoma cognitivo causado pelo estresse que pode comprometer as atividades do dia a dia. A dificuldade em se concentrar está associada a diversos problemas e doenças, incluindo o estresse.

Cansaço excessivo

Outro sintoma desse estado de tensão é o cansaço excessivo. Quando estamos em sinal de alerta, há um maior gasto de energia devido às reações físicas do corpo como a contração muscular, por exemplo. Também é importante considerar que o estresse pode interferir na qualidade do sono e isso contribui para a sensação de esgotamento de energia.

Dores no corpo

Passar por situações de estresse pode ser doloroso. A tensão provocada pela liberação de hormônios e substâncias como cortisol, adrenalina e norepinefrina faz com que os músculos se contraiam e resultem em dores, posteriormente. Também é possível sentir dores de cabeça e até quadros de enxaquecas, desencadeados pelo estresse.

Alterações no humor

As alterações no humor estão entre os principais sintomas emocionais do estresse. Esse sintoma faz com que a pessoa fique de mau humor grande parte do tempo, além de irritabilidade, sensação de infelicidade, choro fácil e alterações do estado emocional muito repentinas.

Sentimento de solidão

O estresse também pode resultar no sentimento de solidão. Devido às suas diversas alterações emocionais, o indivíduo sob estresse pode se sentir sozinho, ter dificuldade em socializar e recorrer ao isolamento social.

Problemas de memória

Esse outro sintoma que é resultado do estado de tensão pode ocorrer de diversas formas, sendo a principal delas o esquecimento de tarefas que devem ser feitas. Sabe quando estamos prestes a fazer algo e de repente nos esquecemos do que iríamos fazer? O estresse faz com que esses episódios ocorram com muito mais frequência.

Preocupação excessiva

Outro sintoma relatado por pessoas sob estresse é a preocupação excessiva. O indivíduo sob estado de tensão pode apresentar preocupação excessiva, inquietação, agitação e ter pensamentos acelerados.

Como lidar com os sintomas de ansiedade no dia a dia?

Há ainda muitos outros sintomas que podem surgir a partir de situações estressantes — estes são os principais.

Quais são as causas mais comuns para o estresse?

As causas para o estresse são diversas e os episódios costumam ocorrer devido a motivos externos. Entre as mais comuns, podemos citar:

– pressão no trabalho (podendo ainda resultar em outros problemas como a Síndrome de Burnout);
– problema familiar, como brigas no casamento ou dificuldade em lidar com a chegada de um bebê;
– cansaço excessivo devido à realização de muitas atividades e pouco descanso;
– ocorrência de um evento específico que resulte em um estresse pós-traumático.

Estresse: o que é e quais são os sintomas

Lembrando que o estresse é uma resposta do nosso corpo, por isso, ele ocorre em função de alguma situação externa como os exemplos acima.

E qual é o tratamento para o estresse?

Quando o indivíduo identifica os sintomas do estresse de forma recorrente, é recomendado que ele faça acompanhamento com psicólogo ou psiquiatra para superar esse estado de tensão frequente.

Além disso, existem hábitos que qualquer pessoa pode adotar para prevenir e evitar um quadro de estresse. Trouxemos algumas destas práticas através de dicas para que você possa colocá-las em prática diariamente.

Dicas para evitar o estresse

O estresse pode ser evitado com algumas práticas comprovadas cientificamente por diversos estudos. Se você quer reduzir os episódios de estresse, confira essas dicas da Fepo que poderão contribuir com mais qualidade de vida, saúde emocional e bem-estar para você.

Alimentação saudável

Um dos pilares para uma boa saúde é ter uma alimentação saudável. Diversos estudos já comprovaram que ter uma alimentação saudável é benéfico para a saúde física e emocional.
Além disso, há estudos que mostram a relação benéfica de uma alimentação saudável na prevenção dos episódios de estresse.

Portanto, a recomendação para prevenir o estado de tensão é ter uma dieta equilibrada, com ingestão de verduras, legumes, frutas, grãos integrais, entre outros alimentos necessários a uma boa nutrição.

Exercícios físicos

A prática de exercícios físicos pode reduzir e prevenir os episódios de estresse. Isso porque, durante estas atividades, nosso organismo libera hormônios como a endorfina, que proporciona sensação de prazer, relaxamento e contribui para a nossa saúde física e emocional.

Dentre as atividades que podem prevenir o estresse estão: dança, caminhada, corrida, yoga, bicicleta, futebol e natação. Lembrando que é sempre importante ter acompanhamento para realizar atividades físicas com segurança.

Cabe destacar que é preciso ter cuidado para que o exercício não se torne um vilão. No caso de atletas que realizam exercícios de grande intensidade, por exemplo, o efeito pode ser contrário. Quando o nosso corpo é levado ao extremo do cansaço, isso pode ligar o sinal de alerta e fazer com que haja a liberação dos hormônios prejudiciais.

Exercícios de respiração

Outra dica que pode ajudar a prevenir o estresse é a prática de exercícios de respiração. Eles ajudam na concentração, no alívio da tensão e oferecem inúmeros benefícios para o corpo e a mente. Além disso, são seguros e podem ser feitos por qualquer pessoa.

Confira um exemplo de exercício de respiração:

  1. respire pelo nariz como fazemos para cheirar uma flor;
  2. expire pela boca como fazemos para soprar uma vela de aniversário;
  3. repita esse processo com atenção à respiração até sentir-se mais calmo.

Como se livrar da insônia? Dicas para dormir melhor

Psicoterapia

Por fim, outra dica para a prevenção do estresse é fazer terapia. Este acompanhamento psicológico oferece muitos benefícios para a saúde, incluindo a prevenção do estresse. A terapia possibilita mais autoconhecimento, compreensão e liberação das emoções, lidar com traumas, entre outras questões individuais.

Depois de todas essas dicas, não poderíamos deixar de convidar você a se conectar mais com a sua própria saúde emocional. A terapia online realizada com os profissionais da Fepo pode te ajudar a lidar com questões internas e a ter uma mente mais equilibrada.

Clique no banner e acesse o site da Fepo para saber mais e agendar sua consulta:

Estresse: o que é e quais são os sintomas

Você tem a liberdade de escolher o tipo de terapia e o seu terapeuta.
Nosso maior objetivo é que você cuide da sua saúde emocional. Conheça mais sobre os nossos serviços e veja outros conteúdos aqui no site.

0
    0
    Seus Pedidos
    Você não possui nenhum pedido.Encontre seu Psicólogo

    Gostaria de conversar com um psicólogo?

    Aperte o botão abaixo para agendar a sua sessão online.