Sentindo-muito-Agitado

Ando me Sentindo muito Agitado o que Pode ser?

‘Ando me sentindo muito agitado o que pode ser?’. Essa é a pergunta de um milhão de reais né? Faz um tempo que você vem se sentindo diferente, elétrico e agitado demais e não consegue entender o motivo de estar assim.

Como tudo que passamos na vida precisamos entender o momento atual de nossas vidas. Então precisamos de um exercício para refletir sobre vários pontos. Acompanhe e veja se algum faz sentido para o seu caso.

Sentindo-muito-Agitado

QUANDO ESSA AGITAÇÃO COMEÇOU?

Busque aí na sua mente quando essa agitação começou. Pode ser que tenha realmente começado recentemente pela primeira vez na sua vida. Pode ser que você tenha momentos de agitação em alguns ou vários momentos da vida e só percebeu agora. Pode ser que essa agitação venha te acompanhando desde criança. 

COMO É ESSA AGITAÇÃO? 

  • Usamos uma mesma palavra para definir muitas sensações, nem sempre o ‘estar agitado’ significa a mesma coisa para pessoas diferentes, na verdade ela pode significar muitas coisas para uma única pessoa em diferentes momentos. 
  • A agitação que você sente é física? Você está muito elétrico e não consegue ficar parado? Fica mexendo mãos e pés enquanto fala ou trabalha? 
  • A agitação que você sente é na mente? Não consegue focar em um único trabalho? Tem milhões de pensamentos ao mesmo tempo? Está cansado, mas não consegue dormir porque sua cabeça ‘não desliga’?
  • Essa agitação é o tempo todo ou em só momentos específicos? Durante alguns dias da semana? Ele acontece só durante a manhã ou de madrugada? Como é? É só enquanto estou no trabalho?

ESTÁ ACONTECENDO ALGO FORA DO NORMAL OU ESTRESSANTE NA MINHA VIDA?

Reflita um pouco sobre o que está acontecendo com você nesse momento da vida, muitas vezes estamos ansiosos pela espera de algo, como um resultado do vestibular, uma grande apresentação ou uma promoção no emprego. Outras vezes podemos estar agitados pelo excesso de obrigações e cobranças que estamos sujeitos, como sobrecarga no trabalho ou você tem vários trabalhos diferentes e se sente sufocado. É importante saber se houve um disparador para esse sentimento, se ele vem acontecendo com alguma frequência ou se ele sempre esteve com você. Isso é fundamental para você e para o profissional que irá cuidar de você! 

COMO ESTÁ SUA ALIMENTAÇÃO?

Recentemente você introduziu novos alimentos ou bebidas no seu dia a dia? Ou parou de comer ou beber algum? Tipo açúcar, café, chá preto ou gengibre. Muitas vezes começar a comer, aumentar o consumo ou cortar alguns alimentos do nosso cardápio pode alterar o nosso humor. 

BEBIDAS ALCÓOLICAS, CIGARRO E OUTRAS SUBSTÂNCIAS: 

Cigarro, bebidas alcoólicas, cocaínas e hormônios, essas substâncias e muitas outras podem causar agitação, seja por ser utilizada, seja em pouca ou muita quantidade, ou pela falta dela (a famosa abstinência). Se você utiliza alguma dessas substâncias é importante fazer um levantamento de como está esse uso, assim como buscar um profissional para te ajudar a reduzir, parar ou amenizar danos por conta de sua utilização. 

VOCÊ ESTÁ PRATICANDO ALGUMA ATIVIDADE FÍSICA?

  • É importante avaliar se você prática algum esporte ou outro exercício físico. Não vale dizer que você anda muito no trabalho, o esforço que realizamos durante o trabalho não tem os mesmos benefícios que o esporte pode causar. Praticar exercícios físicos te ajudam a desprender energias e tensões acumuladas, produz substâncias que causam bem estar, te dá mais disposição no dia a dia (disposição é diferente de agitação) e com certeza vai te ajudar a dormir melhor. 
  • Importante: Por conta de toda a energia que você utiliza para praticar exercícios, o corpo leva um tempinho para relaxar, então não é uma boa ideia praticar exercícios físicos muito perto do horário que você costuma dormir. 

VOCÊ ‘SÓ’ ANDA SE SENTINDO MUITO AGITADO OU TEM MAIS SINTOMAS E SENTIMENTOS ENVOLVIDOS:

É importante saber se essa agitação que você vem sentindo está acompanhada de outros sentimentos. Repare se você começou a ter dor nos músculos; se do nada você percebe que está todo contraído; se está com a paciência muito curta e coisas que não te incomodavam antes, agora te tiram do sério muito facilmente; se tem momentos em que fica confuso; se sente seus nervos à flor da pele…esses são alguns dos possíveis sintomas que podem acompanhar essa agitação. Veja o que mudou em você desde a agitação. 

Respondida essas perguntas agora precisamos saber como cuidar da causa dessa agitação e qualquer outro problema que surgiu junto com ela. Então vamos pensar em algumas possibilidades de cuidado?

  • Praticar exercícios físicos: Todas as pessoas deveriam ter acompanhamento de um profissional da educação física para realizar práticas esportivas ou exercícios físicos. Até para a realização de caminhadas precisamos pensar em cuidados, principalmente se você não é uma pessoa que está acostumada a praticar exercícios. 
  • Melhorar a alimentação: Ninguém melhor do que um nutricionista para te ajudar nessa melhora. Cuidado com receitas perdidas pela internet. 
  • Cuidados Médicos: Se faz tempo que você não faz um check-up é importante você passar por consulta com seu médico(a) e ver se está tudo bem com seu corpo.
  • Saúde mental: As pressões, cobranças e emoções da vida não são fáceis de lidar, muitas vezes afetando nossa saúde mental. Durante a vida é muito raro os momentos em que aprendemos a ter inteligência emocional, ou seja, sentir, entender e controlar as nossas emoções. Por conta desse mundo agitado que vivemos, podemos desenvolver alguns distúrbios ou entrar em algum tipo de sofrimento mental. Quando isso acontecer o melhor a se fazer é buscar um psicólogo, ele é o profissional mais capacitado para te ajudar nesse processo. Nem tudo é resolvido somente com medicamentos, principalmente quando falamos de saúde mental. 
  • Práticas que te ajudem e exercitar sua concentração e foco: Busque realizar práticas que te ajudem a ter foco como o yoga e meditações. As meditações são forte aliadas na promoção da saúde mental, pois elas se adaptam a cada necessidade. Uma prática que está ganhando muito espaço é o “Mindfulness” ou “atenção plena”, que é trabalhar o foco no aqui e no agora, nas atividades que você está realizando e, de preferência, uma de cada vez. Ex: Almoçar enquanto vê um vídeo no celular ou responde mensagens no WhatsApp, nesse momento não se tem foco pleno em nenhuma das duas atividades, além da nossa mente ter que processar várias informações ao mesmo tempo. Experimente ter suas refeições sem distrações, sinta os sabores, as texturas e perceba como a qualidade do seu momento irá aumentar. 

Busque um profissional da psicologia para te acompanhar nesse processo e, juntos, construir os melhores caminhos para você. Espero que essas dicas tenham ajudado, Boa sorte!

Deixe um comentário

0
    0
    Seus Pedidos
    Você não possui nenhum pedido.Encontre seu Psicólogo