Como agir em meio à Crise de Estresse? Veja 6 dicas

crise de estresse

Todas as pessoas têm estresse. E mesmo uma criança no útero já experimenta estresse, positivo e negativo através das condições de vida de sua mãe. Mas o que realmente significa crise de estresse? E como você gerencia o estresse? 

Definição de estresse

Cada um de nós conhece situações estressantes na vida cotidiana e deseja, de tempos em tempos, simplesmente pressionar o botão “pausar”.

Mas como você define o estresse? O termo estresse vem originalmente do campo da mecânica e refere-se à ação de uma força externa que leva à deformação ou pressão. 

O estresse não é fundamentalmente negativo. Há situações em que é muito útil e nos ajuda a seguir em frente, sim, pode até levar nosso corpo a atingir o desempenho máximo. 

Porque causas que causam estresse (os chamados estressores) colocam nosso corpo em um estado de alarme necessário, que mobiliza nossas reservas de energia e nos prepara para o ataque ou fuga devido à evolução. 

Em muito pouco tempo, os hormônios do estresse cortisol, insulina, adrenalina e noradrenalina são liberados, o AVC positivo aumenta e os músculos ficam tensos.

Você pode lidar com o estresse?

Toda pessoa encontra estratégias diferentes para si mesma, sobre como lidar com a crise de estresse e como pode se proteger de suas consequências. Enquanto alguns podem relaxar com um bom livro, isso ajuda outras pessoas a se exercitar ou trabalhar no jardim por exemplo.

Além disso, reunimos dicas para você deixar de lado o estresse e relaxar. Essas pequenas pausas regulares são boas para o corpo e a alma e ajudam a recarregar as baterias e a passar a vida cotidiana mais relaxada.

Dicas para se livrar da crise de estresse

Dica 1: relaxamento

O termo “relaxamento” já o diz: o objetivo é aliviar a tensão e entrar em um estado em que corpo, mente e alma estão em equilíbrio. Pressão, tensão e estresse são liberados quando você relaxa. 

Na sociedade de hoje, métodos de relaxamento, como treinamento auto gênico e meditação, estão se tornando cada vez mais populares. O foco aqui é inteiramente em você e na respiração consciente e, assim, ajuda você a liberar a tensão. 

No entanto, se você achar que as técnicas de relaxamento mencionadas acima não são para você, é claro que existem outras medidas que podem te ajudar a superar uma crise de estresse, a terapia é uma delas, clique aqui agendando uma consulta com um psicólogo online do Fepo.

Dica 2: sono suficiente

Existem muitas recomendações para a duração ideal do sono, e a maioria dos estudos recomenda entre sete e oito horas. Mas aqui também, você precisa descobrir suas necessidades individuais de sono. Escute seu corpo e seus sinais porque você o entende melhor. 

Certifique-se de dormir apenas em sua cama e não se distraia com outras coisas, como as mídias sociais. Uma mudança na hora de dormir e acordar também pode ajudá-lo a se sentir mais acordado pela manhã e com mais energia ao longo do dia.

A propósito, está provado que é mais difícil adormecer se você olhar para o seu smartphone logo antes de ir para a cama. A luz azul na tela significa que seu corpo produz menos hormônio do sono, melatonina, e você não se sente cansado. É melhor guardar o celular pelo menos meia hora antes de ir para a cama.

Dica 3: exercício suficiente

A propósito, não apenas reduzimos o estresse quando relaxamos. Também podemos diminuir nosso nível de estresse em movimento. Um pouco de alegria para as pessoas esportivas.

Seja treinamento de força na academia, procedimentos de relaxamento e ioga ou uma simples caminhada na natureza, existem várias maneiras de reduzir seu nível de estresse, reduzindo o cortisol. 

De qualquer forma, é importante que você escolha um esporte que goste e que mais lhe convém. Porque se você se forçar a praticar um esporte apenas porque está na moda ou porque outros o convenceram a praticá-lo, você ficará estressado novamente.

Dica 4: o gerenciamento de tempo certo

Mesmo que você não goste de ouvir: um bom gerenciamento de tempo pode poupar muito estresse. 

Um planejamento diário ou semanal estruturado fornece as condições de estrutura necessárias para que você tenha tempo suficiente para agir mesmo em eventos imprevisíveis e urgentes e possa reagir mais relaxado. Você também tem uma boa visão geral do que espera por você nesta semana e pode se ajustar mentalmente a ele.

Dica 5: Uma dieta equilibrada

Sob estresse, seu cérebro conhece apenas um objetivo: energia! E isso acontece forçando você a ingerir o máximo de calorias possível. As calorias são encontradas em carboidratos, gorduras e açúcar. 

E quem não conhece, a famosa barra de chocolate que pegamos quando o estresse sai do controle? Infelizmente, geralmente usamos doces e fast food em situações estressantes, afinal, tem que ser rápido. 

Mas mesmo que o chocolate pareça ajudar na realidade, alimentos não saudáveis ​​pioram os sintomas do estresse. Você dá um pequeno empurrão no açúcar, mas seu açúcar no sangue cai rapidamente e você cai em um buraco profundo de energia.

Talvez você também seja alguém cujo estômago está literalmente contraído e que quase não come nada? Nos dois casos, é essencial uma dieta equilibrada, com alta energia e saudável. 

Você pode encontrá-los em alimentos frescos e crus. Eles contêm vitaminas e minerais importantes para o seu corpo. E, finalmente, garantir que um corpo possa lidar melhor com a crise de estresse.

Dica 6: gerenciamento de conflitos

Todos sabemos disso: os conflitos nos estressam, independentemente de serem privados ou profissionais. Obviamente, você não pode evitá-los completamente as pessoas com diferentes visões e valores se encontrarem. 

Os conflitos não são apenas negativos, você também pode extrair propriedades positivas e até sair mais forte. A palavra mágica aqui é gerenciamento de conflitos. Se você dominar essa habilidade branda, lidar com conflitos será muito mais fácil e você se sentirá menos estressado.

Espero que tenha gostado! Você também pode gostar desse artigo: Doenças emocionais por que devo me preocupar?

Deixe um comentário

0
Pedidos