Como_lidar_com_a_depressao

Como lidar com a depressão

Quer saber como lidar com a depressão? Continue lendo esse post, que foi preparado especialmente para você.

A depressão é um distúrbio mental durante o qual a atividade e o interesse pela vida de uma pessoa diminuem.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 350 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de depressão. Menos de 50% deles recebem tratamento e, em alguns países, menos de 10%. 

Vencer a depressão está longe de ser um trabalho fácil e rápido, porém é uma tarefa possível. 

No entanto se a depressão estiver em um estágio avançado onde já perdura mais de dois meses, o aconselhável é que busque ajuda de um profissional qualificado para uma abordagem completa. 

Como_lidar_com_a_depressao

Agendando um Psicólogo online

A internet é uma forte aliada, os psicólogos do Fepo podem fazer a diferença sobre como lidar com a depressão e o melhor de tudo online, no conforto do seu lar.

Uma terapia pode levar tempo, e melhorar sozinho leva mais tempo ainda, os benefícios de um acompanhamento online são incontáveis, marque hoje mesmo uma consulta clicando aqui.

Lidando com a depressão 

Quase todas as pessoas em sua vida têm períodos de tristeza, saudade, indiferença ao meio ambiente e, às vezes, essas condições são acompanhadas de ansiedade, medos, um sentimento de que algo terrível e irreparável pode acontecer.

Essas condições são uma reação humana normal a eventos adversos da vida, circunstâncias como perda de um ente querido, expectativas não cumpridas, perda de significado na vida, trauma, acidente. 

A gravidade e a duração dos estados depressivos dependem da força e duração do efeito traumático.

Mas muitas vezes acontece que tristeza, saudade, ansiedade, depressão são adiadas por um longo tempo e impedem que uma pessoa viva normalmente. Nestes casos, vale a pena considerar a presença de uma condição patológica: depressão.

Quais são os principais sinais de um estado de depressão?

  • Baixa autoestima 
  • Diminuição de energia;
  • Queda de atividade;
  • Frequentemente há uma diminuição na capacidade de se alegrar, se divertir;
  • É difícil se concentrar, a fadiga mental rapidamente se instala;
  • O sono é perturbado, o apetite piora, a libido diminui;

Pode haver uma sensação de ansiedade interna que não é razoável.

Em muitos casos, há um sentimento de culpa, inutilidade. Pensamentos suicidas podem surgir.

O humor abatido persiste por várias semanas ou mais, praticamente não depende das circunstâncias da vida, e às vezes é acompanhado por sintomas somáticos (corporais) que mascaram a depressão.

Dependendo da gravidade dos sintomas e seu número, a depressão pode ser classificada como leve, moderada e grave.

Passos para lidar com a depressão 

  1. Construa relações 

O apoio é fundamental trazendo alívio nos sintomas da depressão. As relações são sustento e incentivo. 

Pois sabemos que a depressão é difícil, nem sempre quem a possui tem clareza e o discernimento necessário para pedir ajuda.

O contato com as pessoas é um pré-requisito para a saúde mental. É ótimo se você tiver amigos ou parentes com quem possa compartilhar seus sentimentos e obter apoio deles. Mas mesmo que não haja pessoas que entendam por perto, esforce-se para manter a comunicação com os outros, pelo menos no nível da comunicação superficial, mas calma.

Para o depressivo ter que se relacionar com outras pessoas nem sempre é um processo agradável, sentimentos como vergonha, exaustão e incompreensão podem surgir. 

  1. Cuide um pouco mais de você 

Mesmo sem vontade para vencer a depressão você precisa cuidar de si próprio, se preciso peça ajuda aos mais próximos. Hábitos saudáveis para consigo o ajudará a manter a ente ocupada.

Realize atividades que você gostava de fazer antes da depressão e que hoje não sente mais vontade, pode ser um hobby, esporte, se expressar também é cuidado. 

Pois a paralisia e o desânimo em realizar as atividades instituem-se como uma barreira à recuperação. 

Algumas dicas para ajudar 

  • Passe mais tempo em um parque ou em uma praça
  • Leia algum livro
  • Assista programas ou filmes de comédia
  • Escute seu estilo de música preferido
  • Realize pequenas tarefas domésticas

Motive-se e aos poucos notará resultados brilhantes.

Fique ocupado. Apesar de você não querer fazer absolutamente nada, encontre algo para fazer, mesmo os mais simples, limpar a casa, lavar a roupa, tricotar, fazer qualquer hobby, etc. Isso permitirá que você escape de experiências negativas e, assim, ajudará a restaurar a função cerebral normal.

Para entender melhor depressão, leia: Esforço de 200 cientistas no mundo inteiro cria mapa genético da depressão.

  1. Elimine os pensamentos negativos

Substituir pensamentos negativos por positivos é uma tarefa importante, pensamentos positivos o colocará para “cima”. 

Mantenha um diário e quando pensar uma coisa negativa escreva uma palavra positiva na frente. 

Exemplo: “Meu patrão me odeia por isso só me pede coisas difíceis.” Você poderá substituir esse pensamento negativo da seguinte forma: “O meu chefe deposita em mim muita confiança, o que explica tamanha responsabilidade.”

Quando procurar ajuda de um psicólogo?

Se você não percebe melhora nos sintomas da depressão, procure auxílio de um profissional, procurar ajuda não quer dizer que você é um fracassado, a depressão precisa ser tratada para que você consiga se sentir melhor. 

Concluindo

Depressão, mesmo leve, não é uma das condições que desaparecem rapidamente. Muitas vezes, uma pessoa deprimida precisa primeiro fazer um trabalho interno significativo.

Um acompanhamento psicológico é necessário. Se você sentir que sua condição não melhora com o tempo, ou se aparecer sinais de depressão moderada a grave, dê o passo certo procure a ajuda de um terapeuta. 

Juntamente com um especialista, você pode encontrar a direção certa para superar a depressão e usar as medidas mais eficazes no seu caso e voltar a vida normal.

Continue a leitura: Saiba como a terapia Online muda a vida das pessoas. 

Deixe um comentário

0
Pedidos