Como lidar com Estresse | Cuidados que você deve ter

O estresse faz parte da minha vida, mas tive que aprender a como lidar com estresse. Todo mundo tem um pouco de familiaridade com ele, por mais que algumas vezes não conseguimos identificar.

Como lidar com estresse

Já tive vários sintomas de estresse e acredito que você também já tenha tido. Há algum tempo, insônia para mim sempre foi algo corriqueiro e achava que conseguia lidar bem com ele, apesar de no outro dia me sentir um zumbi. Ou feridas no couro cabeludo, normalmente comprava um shampoo no mercado e seguia em frente.

Só que chegou um dia que estava no meio de uma reunião e meu coração começou a bater forte e descompassado, foi uma das piores sensações que já experimentei. Nesse momento tudo deixou de existir, não tinha mais nada ao meu redor, não tinha mais chefe, não tinha mais colegas, não tinha mais nada.

como-lidar-com-estresse

Só sentia o meu coração, nessa hora achei que ia morrer. Até então nunca tinha levado o stress muito à sério.

Isso de fato aconteceu comigo e de lá para cá muitas coisas mudaram por conta disso, mas ainda fico estressado, às vezes. Numa sociedade que é tudo para ontem, vida estilo fast food, é um pouco difícil não se estressar.

Vou destrinchar um pouco o tema porque a única forma de lidar com ele é sabendo por onde ele aparece.

A definição técnica  para aprender como lidar com estresse é a resposta do corpo para situações de ameaça ou desafio, o que provoca alterações no metabolismo e também no comportamento.

Primeiramente vou falar do estresse bom, que normalmente a gente não vê o pessoal comentando por aí, o eustress. Ele é o resultado de coisas boas que acontecem na vida,  como praticar exercícios físicos, se envolver em atividades estimulantes ou andar de montanha-russa, por exemplo.

Como consequência tem os sentimentos de satisfação, realização e significado.

Do outro lado há o distress, o estresse ruim, que é o tipo mais conhecido e que podem ter consequências sérias para saúde.

Veja se você se identifica com essas situações que podem gerar distress:

  • No trabalho: não gostar do que faz, perder o emprego, começar em um novo emprego, sofrer com cobranças excessivas, dúvidas sobre a profissão escolhida, além de atritos com chefe ou colegas;
  • Na família: doenças crônicas, falta de tempo para o convívio familiar, discussões, separações, dificuldades de relacionamento, dívidas e luto.

Pode ser que você não tenha passado por nenhuma dessas, mas se lembra de outras situações desgastantes. Esses são alguns exemplos mais pesados, existem infinitas situações que podem ser estressantes.  

Aqui já começa a ficar mais claro que uma situação pode ser mais exaustiva para alguns e para outros não. Você se lembra algum amigo ter ficado muito bravo por alguma coisa e você ter ficado numa boa?

Infelizmente, não há como ser imune, ou uma forma definitiva de como lidar com estresse, em algum momento ele irá aparecer. O que é preciso é prestar atenção com que frequência ele tem aparecido e com qual intensidade. A partir disso procurar meios de lidar com ele.

Veja alguns sintomas que o estresse pode causar

  • Físicos: dores de cabeça, dor de estômago, gastrite, dor no peito, diarreia, constipação, imunidade baixa, náuseas, tontura, perda de libido, problemas de pele e suor em excesso;
  • Cognitivos: dificuldades de concentração e memória, julgamento fraco, visão negativa das situações, pensamento ansioso ou acelerado e preocupação excessiva e constante;
  • Emocionais: instabilidade de humor, agitação, dificuldade em relaxar, sensação de que não vai dar conta, solidão e isolamento, depressão ou infelicidade.

como-lidar-com-estresse

O que fazer para lidar com estresse?

Existem diversas atividades que você pode fazer para reduzir o stress, mas tudo depende do nível que ele está.

Os médicos defendem que a prática de uma atividade física e uma boa alimentação ajudam o seu organismo a funcionar melhor, logo eles ajudam a reduzir as tensões, bem como ir ao psicólogo para conversar sobre o que não está bem. Ainda, existem outras coisas mais pontuais que ajudam, como tomar um sorvete ou caminhar no parque, por exemplo.

Tenha em mente que você deve procurar coisas que te deem prazer e que você se sinta bem. Duvide de fórmulas prontas, você é uma pessoa única e nem tudo vai te servir, tá?

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
0
Pedidos