doenças_psicológicas

Doenças psicológicas – Conheça as principais

Atualmente é possível perceber que as pessoas estão se sentindo mais estressadas ou afetadas por causa da rotina, e esse cenário costuma desencadear o desenvolvimento de algumas doenças psicológicas.

Não tem problema no fato de ter uma doença psicológica, porém o que te ajudará será a busca pelo profissional que esteja capacitado para resolver a sua situação.

Por esse motivo, o nosso objetivo com a escrita do presente artigo é existência das doenças psicológicas que mais afetam as pessoas na atualidade. Vamos conferir?

As principais Doenças psicológicas

  • Transtorno obsessivo-compulsivo

Entre as doenças psicológicas não podia faltar esse transtorno. No transtorno obsessivo compulsivo é perceptível que o indivíduo reage com comportamentos relacionados a obsessões e compulsões, como, inclusive, o próprio nome já propõe.

Esse paciente experimenta algumas ideias relacionadas a possibilidade de que qualquer pessoa acharia um absurdo ou até mesmo ridículo, contudo, esses pensamentos não têm controle, voltando até de maneira repetitiva e de uma maneira persistente.

Em situações como esta, a pessoa se visualiza de uma maneira dominada por essas ideias um tanto incontroversas, que não tem uma origem definida (variando muito).

O paciente que apresenta o transtorno obsessivo compulsivo tem alguns pensamentos relacionados ao contexto religioso ou até mesmo sexual, sendo que na maioria desses casos o pensamento é agressivo, então a possibilidade de afastar essas ideias é quase que uma missão impossível.

Em alguns casos, os pensamentos desse paciente são sem sentido algum, podendo ser aliviados após um determinado período (sendo temporário) incluindo alguns comportamentos específicos, que pode ser recomendado pelo psicólogo ou psiquiatra que acompanha esse paciente.

doenças_psicológicas

  • Transtorno de bipolaridade

O transtorno de bipolaridade é muito conhecido em nossa sociedade, contudo, muitas pessoas confundem o seu significado real com algumas suposições.

Como exemplo, citamos que a realidade do paciente que é bipolar tem a ver uma doença que se caracteriza como diversos episódios que se repetem relacionados com a mania e depressão, e não a simples mudança de humor. Entre as doenças psicológicas facilmente encontramos a bipolaridade.

O paciente que tem transtorno bipolar tem alguns episódios de alegria intensa, assim como a euforia ou o humor excessivo. Nesse momento do humor mais alegre, percebemos as características da mania.

Em outros episódios, o paciente demonstra um cenário de humor baixíssimo, sendo presente o desespero. Nesse sentido, é a manifestação da depressão.

Entre esses episódios, vemos presente a normalidade desses pacientes, mas não devemos nos enganar por um período curto de um certo comportamento tido como normal.

No caso da bipolaridade, as mudanças de humor são duradouras e intensas, portanto, cuidado.

  • Transtorno de ansiedade social

O transtorno de ansiedade social é uma síndrome que se define, principalmente, a partir da manifestação do desconforto pessoal. Esses sintomas aparecem quando os pacientes se veem expostos a uma avaliação social, que seria a representação da nossa rotina comum.

Quando o paciente tem a necessidade de interagir com outras pessoas, desempenhar e realizar atividades ou participar de atividades sociais, os sintomas são agravados.

A explicação para esse sentimento se encontra no fato de que a pessoa não gosta do julgamento social, e por esse motivo, a tensão se torna presente. Se isso for um impedimento na sua forma de viver, é importante que você procure ajuda médica.

A ansiedade talvez seja das doenças psicológicas a mais comum.

  • Esquizofrenia

Uma pessoa é diagnosticada como portadora da esquizofrenia quando se percebe uma irregularidade quanto ao discernimento das coisas que rodeiam esse paciente.

O paciente que está enfrentando a esquizofrenia demonstra não ter nenhum discernimento que seja o necessário para diferenciar o que é real ou não, sendo o mais comum os efeitos colaterais relacionados aos sentidos da audição, olfato, visão, paladar e tato.

Os quadros mais preocupantes dessa esquizofrenia é quando o paciente experimenta por alucinações, delírios ou desilusões peculiares. Nesse sentido, percebemos que a esquizofrenia possui níveis diferentes de intensidade.

Alguns pacientes passam os episódios psicóticos, e depois de algum tempo conseguem viver como se nada tivesse ocorrido, até porque eles não conseguem diferenciar o que é realidade da alucinação.

  • Transtorno da personalidade de borderline

O transtorno de personalidade de borderline não era muito conhecido, contudo, atualmente, alguns famosos começaram a discutir sobre a experiência que eles passaram com esse transtorno, o que tornou esse assunto mais comum na nossa população.

Nas situações em que os pacientes sofrem com o borderline, vemos que a instabilidade das emoções é muito marcante, bem como a impulsividade que eles têm na rotina em si.

Por outra perspectiva, alguns pacientes fazem um esforço enorme para que não sejam abandonados, o que geralmente leva a ocorrer uma tentativa de suicídio. A raiva também é um sentimento comum nesses pacientes.

Todo mundo é considerado perfeito para esse paciente, mas na hora em que essas pessoas negam algo ou falam coisas negativas, elas se tornam pessoas horríveis. Nesse momento, o paciente desconsidera tudo que foi feito de bom anteriormente.

Os pacientes com borderline apresentam uma hiper reatividade afetiva, o que significa dizer que os dias bons são maravilhosos ou perfeitos, e no caso dos dias ruins tudo se resume a uma catástrofe horrível.

Deixe um comentário

0
Pedidos