melhorar-a-autoestima

Existe uma fórmula para melhorar a autoestima?

A autoestima é maneira como você se vê, a imagem, o apreço e o valor que você tem de si mesmo. Melhorar a  autoestima te dá confiança para realizar muitas coisas, e a falta dela, pode te deixar muito mal, pois isso é importante mantê-la lá nas alturas.

Mas porque nossa autoestima fica baixa? Bom, ao longo da vida existem muitas criticas externas que te fazem criar autocríticas, sejam elas sobre sua aparência, suas habilidades, suas perdas ou conquistas, fazendo com que você perca a confiança em si mesmo, e crie pensamentos negativos, então coisas que você fazia normalmente e era feliz com isso passam a te assustar.  

Algumas situações vividas também desencadeiam uma baixa autoestima, traumas, violência, falta de carinhos, inclusive falta de elogios e reconhecimento e isso pode vir da infância para a vida adulta, uma pessoa que sempre é elogiada tende a ser mais confiante e ter uma autoestima sempre elevada, ao passo que, um indivíduo que enfrenta muitas situações da qual é menosprezado tende a ter uma baixa autoestima. 

A pesar de não ser considerada um transtorno psicológico a baixa autoestima pode ser desencadeada por ansiedade, depressão, síndrome do pânico entre outros, por isso é importante sempre realizar um acompanhamento com um especialista.

Veja também – Como cuidar da sanidade mental

melhorar-a-autoestima

Sintomas da baixa autoestima

Alguns dos sintomas mais comuns em pessoas que tem uma baixa autoestima são:

  • – Sentimento de inferioridade, acredita é substituível por alguém que seja “superior”
  • – Sentimento de dependência ou dependência de aprovação externa, não consegue reconhecer suas próprias conquistas
  • – Sentimento de incapacidade, falta de confiança, timidez e medo em excesso 
  • – Sente que tudo sempre dá errado para/com você
  • – Acredita que sempre está incomodando

Melhorar a Autoestima – Pilares da autoestima

Autoaceitação:

Está relacionado com respeitar-se, se sentir bem, ter um olhar positivo sobre si mesmo e adotar posturas positivas em relação a quem você é.

Autoconfiança 

Está relacionado com acreditar na sua capacidade, nas suas habilidades, acreditar que é capaz de fazer algo, conseguir alcançar seus planejamentos, atingir seus desejos. 

Competência ou habilidade social

Está relacionado com a sua capacidade de fazer contatos, saber como lidar com pessoas e situações difíceis, compreender o outro e ser flexível.

Rede social

Está relacionado com seu círculo social de confiança, é como aqueles amigos e familiares que te fazem sentir bem, que realmente conhecem você,  também é estar disponível para quando essas pessoas precisam de você

melhorar-a-autoestima

A fórmula para melhorar a baixa autoestima

Bom na verdade não existe exatamente uma fórmula, infelizmente, mas podemos treinar algumas atitudes, pensamentos e estilos de vida que nos ajudem a superar os sentimentos e experiências ruins e aumentar nossa autoestima.

Em muitos momentos nos deparamos com autocríticas, autodepreciação, autocensura, nos colocamos em posições de inferioridade em relação aos outros e tudo isso nos afeta muito por dentro, afeta a imagem que temos sobre nós mesmos.

Fazer o acompanhamento  da sua saúde mental  é um passo importante, pois a terapia contribuirá para que você tenha mais confiança, reconheça seu valor, a sua capacidade, te ajuda a se conhecer e a conhecer suas qualidades que a muito foram deixadas de lado ou substituídas por pensamentos negativos. 

Não se culpe 

Um dos sentimentos que carregamos com a baixa autoestima é o de culpa, por coisas que você fez, ou não fez, por coisas que aconteceram há muito tempo atrás, tente se livrar desse sentimento, e se você errou,  há sempre espaço para mudanças, para reconhecer seu erro e não repeti-lo, mas não fique remoendo esse sentimento de culpa você é humano.

Não se compare

Sempre se busca alcançar o ápice, mas a visão do sucesso para cada um é diferente, você precisa encontrar o seu, o que te faz bem, ao comparar-se com outra pessoa, você só irá enxergar nela as vitórias conquistas e coisas boas que ela tem, e em você só conseguirá ver seus fracassos esquecendo que também tem vitórias.

Se conheça

Observe quais atitudes você tem consigo mesmo que o fazem  sentir triste, quais pensamentos te derrubam e quais te fortalecem, saiba o que é bom e o que é ruim para você, o que te faz sentir fraco e o que te faz sentir forte. 

Se valorize

Não espere sempre que o reconhecimento e o elogio venham de fora, saiba reconhecer suas vitórias, suas lutas e conquistas, só você sabe o quanto lutou para conquistar algo, então valorize o quanto você é forte, valorize todas as vezes em que você se levantou depois de cair. 

Procure ajuda

A terapia te ajuda a lidar com esses sentimentos, entender os motivos que te levam a se sentir pra baixo, inferior, te ajuda a buscar, conhecer, compreender e superar traumas, a se reconhecer, a baixa autoestima pode gerar muitos danos à sua qualidade de vida

Cuide de si 

Cuide-se, cuide da sua saúde, da sua beleza, tenha carinho por você, por quem você é por dentro e por fora, se ame, não busque entrar em um padrão de beleza, ou de personalidade, encontre e seja seu próprio padrão de felicidade, padrão do que te faz sentir bem e o mais importante, cuide da sua saúde da sua alimentação, do seu corpo e faça coisas que você gosta.

Saiba lidar com as críticas

As pessoas procuram rótulos sempre, criar padrões de corpo, de cabelo, de pele, de roupas, de tudo, se você não se encaixa em todos os padrões você está sujeito a críticas, na verdade, até mesmo quem se encaixa nesses padrões recebe críticas, o importante é saber como lidar com elas, aceite que você e todos estão sujeitos a críticas e lide com elas de um jeito que seja saudável para você.

Autoestima não é arrogância

Existe uma diferença entre ter uma autoestima elevada e ser arrogante, mas é fácil de diferenciar esses dois sentimentos, uma pessoa com uma autoestima elevada possui confiança em si mesmo, acredita nas suas próprias capacidades e conhece seu valor, ao passo que, uma pessoa arrogante utiliza de um sentimento de superioridade e prepotência para diminuir outras pessoas, o fato é que ninguém é melhor que ninguém, cada um tem seu valor, apenas não somos iguais e aceitar isso é que nos faz sentir incríveis dentro de nós mesmos. 

Porque manter uma autoestima elevada?

A autoestima influencia nossa saúde, física e mental, afeta nosso desenvolvimento pessoal e profissional, nossas relações e o modo como vemos o mundo. A baixa autoestima nos faz sentir cansaço e qualquer coisa, até mesmo tarefas diárias, se tornam extremamente exaustivas. 

Por esses motivos é tão importante que você cuide de si mesmo, olhe para quantas vitórias você teve, acredite na sua capacidade de realizar coisas incríveis, acredite que você é suficiente, única, incrível e insubstituível.

Deixe um comentário

0
    0
    Seus Pedidos
    Você não possui nenhum pedido.Encontre seu Psicólogo