Mente confusa: o que devo fazer?

mente confusa

Primeiramente, é importante deixar claro que não existe nenhuma mente mais normal do que a outra. Simplesmente, com o tempo e a evolução, os pensamentos, crenças e valores mudam. O que era certo ontem pode não ser mais hoje e nós temos que acompanhar isso. Mente confusa, já ouviu falar?

Dito isso, podemos dizer que uma mente confusa é uma questão muito subjetiva. Somente a própria pessoa vai dizer se seus pensamentos estão ou não confusos e, consequentemente, a sua mente também está nessa confusão. 

De qualquer modo, nós sempre aconselharemos uma consulta com um profissional da área de Psicologia, pois estes profissionais atuam inclusive de forma preventiva. A ajuda profissional é de extrema importância para que sua sanidade mental seja conservada e preservada. 

Ratificamos ainda que esse texto não tem como intuito tornar algo verdade absoluta e diagnosticar nenhum leitor com qualquer tipo de transtorno. Esse artigo tem a finalidade de despertar o interesse acerca do tema, a fim de instigar o devido tratamento ou visitas ao psicólogo. 

Em relação a sua mente que pode ou não estar confusa, queremos deixar claro que a confusão é normal, sendo bastante comum hoje em dia, afinal, a confusão pode ser proveniente de dúvidas, e estar em dúvida sobre algo é totalmente normal. 

Vamos conversar um pouco sobre o tema e nos informar? 

É normal estar confuso? 

Completamente! Estar confuso, não conseguir tomar uma decisão ou não saber como agir frente alguma situação da vida é de total compreensão. O problema mesmo é quando você deixa toda essa dúvida e confusão tomar conta da sua vida. 

Essa confusão mental pode ser definida como uma dificuldade que alguém tem em pensar com total percepção e clareza exigidos para o momento. 

Muitas vezes, não sabemos lidar com isso, e acabamos interferindo e prejudicando nossa rotina. As vezes pedir ajuda para algum amigo próximo, familiar ou até colega de trabalho pode ser ideal para esclarecer algo na nossa cabeça. 

Sabemos que nem todos são abertos para conselhos, mas caso sua mente esteja em um estado de completa confusão, talvez você possa abrir uma regra para essa sua exceção, que tal? 

Mente confusa

Contudo, lembre-se sempre que você não é, de forma alguma, obrigado(a) a ter sempre as decisões mais corretas do mundo em suas mãos, e nunca errar. Todos nós somos passíveis de erros, e é inteiramente normal estar em dúvida sobre alguns momentos da nossa vida. 

Devo procurar um psicólogo? 

Na verdade, nós sempre aconselharemos os leitores a procurar um psicólogo, afinal, sua importância e relevância é mais que justificativa para tal conselho. Além disso, em casos preventivos ou casos já existentes, os profissionais de Psicologia conseguem atuar e nos ajudar a resolver nossos impasses. 

As respostas para os nossos problemas estão em nosso interior e, por muitas vezes, não conseguimos achar sozinhos. Nesse momento, o psicólogo irá nos ajudar com essa situação de forma guiada para encontrar a melhor solução possível. 

Como dissemos, o fato de que nossa mente pode estar confusa é totalmente normal, mas o que será determinante para a procura ou não de um profissional é a frequência e intensidade. 

A frequência, pois se essa confusão estiver diretamente prejudicando reiteradamente vários momentos da nossa vida, isso será um problema. Se em todas as situações do seu dia a dia você estiver com sua mente confusa, isso talvez seja um problema que precisará de um acompanhamento profissional. 

E a intensidade, pois essa confusão é tão grande, que você não consegue mais realizar atividades rotineiras que já eram de costume. 

O seu impedimento em coisas que são diárias, ou seja, do seu dia a dia, é um outro fator que deve ser considerado se você está pensando em uma intervenção profissional psicológica. 

Como identificar se tenho uma mente confusa

Faça as seguintes perguntas para você mesmo: 

1) Essa confusão mental está presente o tempo todo? 

2) Quais os momentos e ambientes em que essa confusão é mais frequente? 

3) A frequência dessa confusão é alta ou baixa? 

4) Junto a essa confusão mental, eu sinto outros sintomas? Quais?

5) Eu já fui diagnostico com alguma doença? Qual? 

6) Eu estou ministrando algum tipo de medicação? Qual? 

7) Como está minha dormida? Quantas horas por dia eu durmo? 

8) Essa confusão tem me atrapalhado em atividades diárias? 

9) Durante essa confusão mental eu sinto outros sintomas, como dor de cabeça, enjoo etc.? 

Eu acredito que você conseguirá, a partir das respostas, discernir se precisa ou não de uma ajuda psicológica. Mas uma ajudinha: se sua resposta foi sim para a maioria das perguntas, é interessante que você busque alguns profissionais para um tratamento psicológico. 

Autoconhecimento e organização

Sim, essas duas palavras (autoconhecimento e organização) podem te ajudar muito quando o assunto é mente confusa

O autoconhecimento é importante para descobrir as origens do seu problema. Além disso, a sua reação e a forma de lidar com as coisas depende como você está consigo. 

A organização é importante também, pois com agendas, por exemplo, você pode organizar e otimizar o seu tempo para realização de atividades já pendentes. Essa determinação de quando e como você fará as coisas pode te ajudar a manter a mente ocupada e não pensar tanto nessa confusão mental. 

Além disso, anotação são de extrema importância para lembrar dos pontos mais importantes, isso faz com que seu rendimento seja maior e mais rápido. Anotar, escrever, marcar…esses são exemplos de coisas pequenas que ajudam no seu dia a dia. 

A sua estratégia pode ser diferente do seu colega, mas o que vale, no final, é se te ajuda ou não. O que importa é que sua cabeça esteja organizada e pronta para o próximo desafio. 

Estar bem consigo é estar bem com o mundo, por esse motivo, mantenha seu equilíbrio emocional, pratique exercícios ou qualquer esporte, mantenha-se na rotina que você montou com base nas suas necessidades e preferências. Assim você vai alcançar metas todos os dias, sem ultrapassar o seu limite e nem interferir no seu emocional. 

Para saber mais, veja aqui.

Esperamos ter ajudado e que você tenha gostado do texto. 

Deixe um comentário

0
Pedidos