O que significa luto?

Como_lidar_com_a_depressao, luto

O ser humano consegue resolver a maioria dos problemas existentes no mundo, mas um que não tem resposta definitivamente é a morte. Afinal, o que significa luto?

A morte é uma parte natural da vida e faz parte dos nossos ciclos, de uma forma geral, o que difere um luto e do outro é a forma de superar ou lidar com esse sentimento que é tão íntimo. 

Nós não sabemos lidar com a experiência de perder uma pessoa querida, ou até mesmo próxima e continuar nossa vida normalmente. 

Para conseguirmos melhorar essa sensação de perda precisamos resolver isso dentro da nossa cabeça, por isso hoje ajudaremos você a entender o que é o luto. 

De fato, o que significa luto?

No universo da psicologia, talvez seja um dos termos mais difíceis de se conceituar, isso porque o processo de luto é algo muito particular. 

Claro, muitas sensações são sim individuais, por exemplo, o amor, a alegria ou até mesmo a tristeza, porém ao perder uma pessoa (que muitas vezes é bastante próxima) sobra um vazio, e isso não dá para mensurar. 

Em um âmbito mais amplo, podemos entender que o luto se aplica a grandes perdas também, como aquelas irreversíveis, como separação conjugal ou até aposentadoria. 

Portanto, a partir disso, a gente pode conceituar o luto como sendo aquele uma consequência de uma perda, seja essa perda referente a um emprego ou relações pessoais. 

Na maioria das vezes, esse luto é materializado através de choros, crises de ansiedade ou de raiva, ou não, como dizemos anteriormente, essa experiência é íntima, só seu! 

O luto é uma das maiores dores emocionais que uma pessoa pode sentir. Pode causar sentimentos de tipos diferentes. Isso inclui, por exemplo, um declínio no gosto pela vida, desespero e desamparo. 

Geralmente é o processo mais emocional que uma pessoa tem que passar em sua vida. Somente então as pessoas entenderão o que a morte realmente significa. 

O estresse emocional geralmente causa uma distorção do mundo e da autopercepção e faz você duvidar de muitas coisas que antes eram um dado adquirido. 

>>> Leia também: O luto não ocorre só em casos de morte, veja como lidar com perdas.

O luto é importante para a saúde

No processo de luto, muitas pessoas percebem pela primeira vez como o corpo e a alma estão relacionados. O corpo é frequentemente atacado pela dor. As doenças surgem ou os sintomas pioram. 

É por isso que não apenas a alma, mas também o corpo precisa de alívio. E isso geralmente só funciona lidando intensamente com tristeza e perda. Isso pode ser feito na forma de conversas ou anotações no diário, mas também pode ser ilustrado com roupas especiais. 

Fases do luto? 

Por muito tempo foi considerado que o luto era dividido em fases, como sendo os primeiros de negação e questionamento, e o último seria o de aceitação. 

Primeiro a fase de negação (uma realidade que é de difícil entendimento); a segunda fase diz respeito a raiva (quando a pessoa toma consciência de que aquela situação não se normalizará, geralmente emoções são afloradas, como a raiva).

A terceira fase é a da negociação (as pessoas mais religiosas costumam negociar com divindades a fim de ter a pessoa novamente); a quarta fase é de depressão (após a raiva e negociação, a “opção” que lhes resta é uma tristeza, que pode ser profunda); e, por último, a fase de aceitação do luto (os sentimentos já não atrapalham o entendimento daquela situação, mas não confunda com esquecimento). 

Alguns profissionais entendem essa ideia de dividir e entender o luto a partir de fases algo não preciso, pois cada indivíduo deve ser compreendido como um ser individual e com percepções diferentes. 

Muitas vezes escutamos que a dor nunca vai embora, que precisamos conviver, e de fato essa é a melhor opção. 

Ser adepto ou não a essa ideia de “fases do luto”, entenda que não existe uma ordem, uma regra. Você pode ficar com raiva antes de se negar, ou aceitar a situação logo de cara e posteriormente entrar em uma tristeza profunda. 

Se você está passando por um processo de luto, entenda que essa é uma fase da sua vida que é natural. Todos nós iremos perder um ente querido ou um amigo, colega próximo, e precisamos entender essa situação como algo que faz parte de nós. 

Lembre-se que é normal se sentir instável emocionalmente e que suas emoções e sentimentos não são mais os mesmos, você passou por um momento muito dolorosa em sua vida e só você sabe como está se sentindo. Nenhum luto é maior do que o outro ou mais sofrido que o outro. 

Sintomas do luto 

Ressalte-se que o luto é totalmente individual, porém esses sintomas são os mais frequentes. Não utilize essa lista como diagnóstico, mas pode você usar como referência para procurar um profissional da área. 

Estresse (geralmente por existirem algumas pessoas próximas que te forçam a lidar com o luto do jeito delas); 

Compulsão alimentar (mais propício em pessoas com histórico de ansiedade, mas não é uma regra); 

Insônia (algumas pessoas não conseguem manter a rotina igual, e isso implica, muitas vezes, na hora do sono);

Melancolia e culpa (se culpar por algo que poderia ter sido evitado ou feito é bastante comum);

Choro em grandes proporções

Desânimo para realização de atividades comuns do cotidiano (você não pode deixar essa situação interromper o seu dia a dia).

Procura de um profissional 

Se ao primeiro sinal de que você não está conseguindo levar sua vida normalmente, procure um profissional. Não se negue a procurar ajuda por vergonha, esse processo é muito comum e natural. 

O psicólogo vai te ajudar a passar por isso de uma maneira mais tranquila, não te fazendo fingir que nada aconteceu, mas sim que seus sentimentos fiquem bem resolvidos. 

O Fepo é o melhor lugar para você encontrar um profissional qualificado para lhe ajudar a superar esse processo de dor em sua vida. 

“Poupar-se do luto a todo o custo pode ser conseguido somente com o preço do desapego total, que exclui a possibilidade de experimentar o amor e a felicidade.”
Erich Fromm

Deixe um comentário

0
Pedidos