Terapia-Online

Por que a Terapia Online tem sido uma Ótima Alternativa?

Muitas vezes não temos tempo para cuidar de nós mesmos, ainda mais por conta da quantidade de responsabilidades que temos na vida. Frequentemente ouvimos que não fazemos terapia por conta do tempo que acaba sendo disponibilizado para ir até o local, fazer a sessão e depois retornar…realmente leva tempo, ainda mais quando você mora em uma cidade muito grande, como são onde, onde a mobilidade é complicada e o tempo é escasso. 

A Terapia online não tem barreira geografia, ou seja, não tem limites por conta da distância, as únicas coisas que você precisa é de um computador ou smartphone conectados à internet e de um lugar reservado. Você fica no conforto da sua casa ou em qualquer outro espaço que avalie ser bom e que possa focar em sua terapia. Você pode escolher o profissional que você quiser, em lugares super distantes de você no Brasil ou de qualquer outro lugar do mundo.

Essa facilidade possibilita você a escolher o profissional que desejar, de acordo com a formação, qualificações profissionais, tipo de abordagem terapêutica, características do cuidado, horários disponíveis e qualquer outro ponto que queira levar em consideração. 

Além da facilidade temos que analisar o quanto a terapia online foi fundamental nesse momento de pandemia, onde não podemos sair de casa sem muitas restrições, tivemos que presenciar pessoas queridas e que amamos morrendo por conta do vírus, crises financeiras, confinamento dentro de casa…todas as situações, emoções, sentimentos que essa situação nos trouxe afetou diretamente a saúde mental, física e financeira de inúmeras pessoas e famílias. 

São em momentos como esse que a terapia online surge como uma ótima alternativa. Muitas pessoas precisaram e precisam de auxílio para conseguir enfrentar tantas batalhas externas e internas, o psicólogo é o melhor profissional para acolher e cuidar durante esse processo de incertezas, medos e sofrimento mental. 

Entendemos como atendimento remoto, qualquer atendimento que não tenha presença física.  Podemos usar qualquer meio online para esse atendimento, como e-mail, chat, telefonema, porém o mais adequado é a terapia por chamada de vídeo. O auxílio da chamada de vídeo nos dá mais ferramentas, podemos ver as expressões, tom de voz, ambiente, a interação é mais rica e propicia mais vínculo do que os outros formatos não presenciais. 

Terapia-Online

O QUE É TERAPIA?

A terapia é um trabalho através do qual a gente se conhece melhor, ou seja, um trabalho de autoconhecimento.

 Através da terapia nós vamos entendendo ou buscando compreender todos os nossos sentimentos, como estamos agindo com outras pessoas, como estamos agindo com a gente mesmo e como agimos com o mundo. Entender o motivo de nossas escolhas e qual a explicação para que tenhamos uma certa personalidade. 

Então, basicamente, a função da terapia é fazer com que se conhecendo melhor, você possa realizar novas escolhas, se livrar de algumas amarras construídas durante a vida, ser mais livre para decidir de forma mais consciente. Isso só é possível por que a terapia busca trabalhar um mergulho mais profundo possível na sua vida, ou melhor, vários mergulhos profundos na sua vida para compreender todos os processos da sua vida e construir uma perspectiva de cuidado a partir do que você vai trazendo e o que ele ajuda você a enxergar, lá no fundo, e colocar à tona durante os encontros 

Nesse percurso muito se pergunta sobre qual a função do terapeuta nesse processo. Então vamos começar com algumas funções que não cabem ao terapeuta, como:

  • O terapeuta não está ali para julgar você, dizendo o que está certo ou o que está errado;
  • O terapeuta não deve tentar te converter a nada (religião, sexualidade…);
  • O terapeuta não deve dizer “faça isso” ou “não faça aquilo”;

É importante reforçar isso pelo fato de que muitas pessoas acham que o terapeuta deve apresentar uma lista de coisas a fazer e não fazer, então tudo estará resolvido como um passe de mágica, deixando de considerar toda a complexidade dos sentimentos e da vida. Então a função do terapeuta é:

  • O trabalho do terapeuta é te auxiliar no processo de autoconhecimento, buscando achar melhores maneiras de, conforte te conhece, ir mostrando você para você mesmo, quase que como se ele fosse um espelho. Com processo de autoconhecimento, descobrimento e redescobrimento você vai entendendo o que está sentindo, o que está vivendo e o que não está sentindo e não está vivendo;
  • Imagine o terapeuta como se ele fosse um detergente a vida a louça suja. O detergente sozinho não vai criar vida e ir lavar sua louça. Mesmo que ele criasse vida, precisaria da ajuda de uma esponja. Mesmo com a ajuda da esponja existem maneiras diferentes de lavar cada coisa, os copos são de um jeito, as panelas de outro, as panelas com gordura de outro…e assim por diante. Não existe um único caminho, formato e sentimento. Então o terapeuta te auxilia nesse processo e quem decide como vai ter que lavar e a quantidade de detergente a usar é você durante o processo, você precisa sentir e entender. 

Normalmente buscamos a terapia quando começamos a identificar que estamos diferentes (não de uma forma boa). Alguns sentimentos e situações comuns que motivam a busca por um terapeuta são: 

  • Não se reconhece mais ou não reconhece uma parte de si;
  • Sentimentos de tristeza que não sabe explicar;
  • Sentimentos de angústia que não passa; 
  • Crise no relacionamento;
  • Crise no trabalho;
  • Crise na carreira: não está feliz com a profissão e quer mudar de área;
  • Quer ajuda para repensar a vida de várias formas;

IMPORTANTE: O terapeuta é comprometido eticamente com o sigilo, tudo o que você diz em sessões com seu terapeuta ficará somente entre vocês dois. 

COMO FUNCIONAM AS SESSÕES DESSE MODELO DE TERAPIA ONLINE?

A terapia online funciona basicamente onde paciente e terapeuta ficam frente a frente por chamada de vídeo. Nessa interação, desenvolvem um formato que tem como objetivo o mesmo que tem em terapias presenciais, o de auxiliar o paciente em seu autoconhecimento e enfrentamento das questões difíceis e problemáticas que vem enfrentando na vida. 

As sessões podem sem semanais, quinzenais…isso é decidido de acordo com a necessidade e disponibilidade, tanto no paciente como do terapeuta. Esses detalhes são definidos a cada caso e contexto. O importante é ter um aparelho de smartphone ou computador com câmera e microfone, assim como uma boa conexão com a internet. Isso facilita essa interação terapêutica. 

TERAPIA ONLINE FUNCIONA?

A internet é uma ferramenta que facilitou a vida das pessoas em muitos aspectos. Sem sair de casa podemos pagar contas, fazer compras de praticamente qualquer coisa, ver amigos, conversar com qualquer pessoa…e até fazer terapia. 

Desde 2018 o Conselho Federal de Psicologia, publicou uma resolução que autoriza psicólogos a realizar atendimentos com seus pacientes de forma online. O conselho só não autorizou o atendimento em casos extremamente graves como situações recentes de violência, surtos ou acidentes graves, nesses casos a pessoa que passou por esse trauma precisa ser encaminhada e acompanhada por uma equipe multiprofissional e de forma presencial, fora isso, o atendimento online só tem a agregar. 

Existem muitos formatos de terapia de acordo com a abordagem de cada terapeuta, sendo elas: 

  • Fenomenológico-existencial;
  • Gestalt Terapia;
  • Hipnose Clínica;
  • Humanista;
  • Neuropsicologia;
  • Psicanálise;
  • Psicanálise Humanista;
  • Psicanálise Winnicottiana;
  • Psicanálise Analítica (Junguiana);
  • Psicoterapia Breve;
  • Sistêmica Humanista;
  • Terapia Comportamental Contextual;
  • Terapia Sistêmica;
  • Terapia Cognitivo-Comportamental;
  • E outras…

Mas como vou saber qual tipo de abordagem escolher e qual funciona melhor para meu perfil e necessidade? Bom, primeiro você pode buscar saber qual o tipo de abordagem do terapeuta que você escolheu e, junto com ele, aprender sobre como funciona essa abordagem e se é o melhor caminho para você. 

Outra dica é buscar ler um pouco sobre cada tipo de abordagem para chegar até um profissional de acordo com a que você mais se identificou. O terapeuta tem um compromisso ético com você e indicará qual seria o melhor tipo de abordagem para seu caso. Você pode estar em acompanhamento e decidir trocar de terapeuta e de abordagem, você tem total direito e liberdade sobre essas decisões, basta conversar com seu terapeuta.   

Afinal, a terapia online realmente funciona?

A terapia online não é igual a terapia presencial, dizer o contrário disso seria mentir, porém ser diferente não significa que ela não seja efetiva. A terapia online além de funcionar é uma ótima ferramenta para ampliar o acesso ao cuidado da saúde mental, usar a tecnologia de forma responsável é uma revolução para o cuidado. 

Assim como na terapia presencial, se eu estiver sendo atendido por um profissional habilitado, capacitado e em um ambiente seguro eu consigo resultados positivos e de ótima qualidade. 

Escolhendo o seu terapeuta…

Antes de marcar qualquer atendimento com qualquer tipo de profissional é muito importante saber quem ele é, se bem boas referências e se está regulamentado. Com o profissional da psicologia é extremamente importante saber todas essas informações também, algumas dicas importantes são:

  • Entrar no site do Conselho Regional de Psicologia e verificar se o profissional está devidamente cadastrado;
  • Olhar a formação desse profissional e se as qualificações profissionais dele responde ao o que você espera; 
  • Tentar buscar referências sobre esse profissional, para saber se antigos ou atuais pacientes o recomendam;
  • Buscar saber qual o tipo de abordagem desse profissional, pois existem várias formas de abordagem, busque uma que se encaixe mais com você;
  • Busque realizar os atendimentos por chamada de vídeo, para que aquele momento fique apenas entre vocês dois (terapeuta e paciente). O terapeuta deve garantir sigilo absoluto em relação ao que foi conversado durante os atendimentos, por conta disso, utilizar mensagens de textos em WhatsApp e outras ferramentas não é a melhor opção, pois as mensagens podem ficar salvas no seu aparelho ou no backup do próprio WhatsApp ou outro aplicativo. Seja criterioso nesse sentido! 

Terapia-Online

ALGUNS MOTIVOS PARA REALIZAR TERAPIA ONLINE:

  • É uma excelente possibilidade para quem está distante, em áreas remotas, que não tenha acessos a bons profissionais, em outros países e tem dificuldade com a língua;
  • Quem tem limitações físicas ou mentais e não consegue ficar se deslocando com facilidade para o consultório, então a acessibilidade é um ponto forte;
  • É muito mais confortável e conveniente. Pode realizar seu atendimento no conforto de sua casa ou no seu trabalho após o expediente, sem ter que sair correndo, pegar trânsito só para chegar no consultório. Te economiza tempo e energia;
  • Em muitos casos a terapia online facilita a comunicação. Existem pessoas que ficam mais à vontade em se abrir quando estão na segurança da sua casa e ‘atrás de uma tela’, isso permite que elas quebrem algumas barreiras de timidez e desconforto e falem sobre coisas que não falariam nas sessões de terapia presenciais. É muito mais fácil se soltar quando estamos escrevendo ou falando por vídeo, no cara a cara muitas pessoas travam e não conseguem romper essa primeira barreira.
  • A terapia seja online ou presencial, antes de mais nada, é uma ferramenta educacional, por meio dela nós conseguimos aprender melhor sobre como funciona a mente e como é nossa saúde mental, entender nossos conflitos, medos, preconceitos, crenças e trabalhar tudo isso de forma que nos dê mais qualidade de vida
  • A terapia online pode ser realizada por qualquer pessoa, criança, adulto, idoso, não tem restrições de quem pode realizar, basta ter os recursos digitais que falamos acima. 

A TERAPIA ONLINE É LEGALIZADA?

Os psicólogos online podem atender de diversas maneiras, sendo mais adequado através de vídeo chamada do Skype, WhatsApp ou outra plataforma similar. As sessões de terapia online atendem os requisitos da resolução CFP 011/2018, que autoriza o serviço de psicologia online.

Então pode ficar tranquilo em relação a ser uma prática autorizada, o importante é buscar um bom profissional, assim como em qualquer situação relacionada a saúde ou não. 

QUANTO TEMPO DE TERAPIA EU VOU PRECISAR FAZER? 

Não podemos comparar casos. As demandas de cada pessoa são extremamente individuais, não existe dar um prazo pré-determinado para o atendimento psicológico. As necessidades e tempo que são necessários vai depender de múltiplos determinantes, como:

  • Tempo que você vai levar para se abrir e falar tudo o que precisa para o terapeuta;
  • Tipo de demanda que você tem;
  • Como você lida com essas demandas;
  • Frequência: Quantas vezes vocês se encontram por semana/mês;
  • Seu comprometimento com o processo;
  • Tipo de abordagem realizada pelo terapeuta;

Então, visto esses pontos, é impossível determinarmos previamente quanto tempo será necessários para cada caso. Sem levar em consideração que durante o processo terapêutico, a sua vida continua e mais demandas podem surgir. 

A terapia é um processo muito específico para cada situação e costuma ser de médio a longo prazo, não existindo um prazo específico para sua duração. 

Durante os atendimentos, o paciente vai trazendo situações conflituosas ou não, sejam elas recentes ou uma história antiga que precisa ser pensada. Para o psicólogo é muito importante que esses sentimentos (recentes ou antigos) sejam trazidos à tona, pois é a partir deles que ele vai poder te auxiliar nesse processo de ‘lidar com as situações’ assim como vai poder analisar seu comportamento e personalidade, uma coisa não vai existir sem a outra. 

Não é obrigatório que durante a terapia você toque em tópicos dolorosos, mas naturalmente eles são trazidos pelos próprios pacientes à medida que se sentem mais confortáveis e vão se abrindo. Então é daí que dizem que a terapia é um processo doloroso, mas necessário. 

Você pode para sua terapia no momento que quiser, é importante reforçar que você tem total liberdade de decidir sobre isso, porém, assim como qualquer outro tratamento não é recomendado fazê-lo sem a orientação do profissional que te acompanha. A terapia tem um processo e parar com ela no meio do caminho não irá causar o benefício que realizá-la de forma completa causaria.

A pessoa pode cessar o tratamento a qualquer instante, porém, não é recomendado fazê-lo sem a orientação do profissional. Afinal, a importância da terapia reside no tratamento completo de fatores problemáticos para o paciente para gerar uma mudança de vida.

IMPORTANTE: Não existe um prazo para que a terapia comece a fazer efeito. Cada caso é um caso. Cada experiência é individual e os efeitos da terapia depende de todos esses fatores. Então não existe nem uma receita e nem um prazo. 

Veja também: É possível fazer um curso de psicologia online?

POR QUE FAZER TERAPIA?

Ainda existem muitos preconceitos sobre a terapia, seja ela online ou presencial, o estigma sobre ser ‘coisa de louco’ ainda é muito presente, mas a verdade é que todo mundo deveria realizar terapia. A terapia é uma ferramenta de autoconhecimento e cuidado, você não precisa estar em sofrimento mental ou ter transtornos mentais para realizar. Aliás, é importante reforçar que ter transtorno mental também não é um motivo de vergonha, é algo que precisa de cuidados assim como quem tem Diabetes.

Vivemos em um ambiente ultra acelerado. Tudo deve ser feito ao mesmo tempo e o mais rápido possível. É muito comum ver pessoas onde a vida acaba se baseando em acordar, trabalhar, dormir e fazer supermercado aos finais de semana. A vida não pode e nem deve estar dentro desse ciclo, precisamos de lazer, estudos, tempo para comer com calma, para nos relacionar e até para não fazer nada. 

Somos bombardeados com imagens falsas que nos são vendidas como ‘vidas perfeitas’ nas redes sociais, nos fazendo, muitas vezes de forma inconsciente, a buscar aquele tipo de vida que não existe ou é muito raro. 

A nossa vida no trabalho é marcada pela competitividade tóxica, cobranças enormes e relações abusivas de poder. Na escola a mesma coisa, na universidade também…isso vai nos esgotando e nos adoecendo. 

É impossível ser forte o tempo inteiro e lidar com tudo isso sozinho, é essencial que busquemos ajuda, mas uma ajuda qualificada de um profissional da saúde mental. 

BENEFÍCIOS DA TERAPIA

A terapia qualificada e comprometida não tem contraindicações e só traz benefícios para a vida do paciente, seja aquele que tem algum transtorno mental diagnosticado ou não. A terapia, assim como o exercício físico, é essencial para que tenhamos uma mente e vida mais saudável e feliz.

  • Exercitando a promoção do autoconhecimento:

O autoconhecimento é um processo que vamos realizar durante toda a nossa vida, não é só em um momento específico, pois nossa vida é marcada por experiências e descobrimentos. 

Conforme vamos crescendo, ouvimos inúmeras críticas, avaliações e cobrança sobre nossas personalidade e forma de viver. Isso se torna tão constante que acabamos por realmente acreditar no que estão nos dizendo e internalizamos essas visões dos outros sobre nós. O pior de tudo é que, infelizmente, esses julgamentos, de forma geral, não vêm de pessoas estranhas, mas sim da nossa família, amizades, namoros e outras pessoas que valorizamos, fazendo com que o peso dessas palavras tenha mais impacto em nós. 

Quando exercitamos o autoconhecimento, vamos conseguindo enxergar para dentro de nós e saber o que realmente somos e queremos. Por meio de questionamentos e reflexões, vamos trilhando caminhos para encontrar nossa própria vontade e saber lidar com interferências externas. 

Conforme mais nos conhecemos, sabemos mais sobre nossas qualidades, defeitos, crenças, preconceitos, fragilidades, potencialidades, desejos, sonhos…tornando a vida mais fácil de ser vivida. Quando exercitamos todos esses conhecimentos conseguimos lidar com as emoções e frustações da vida, modificando aspectos tóxicos nas relações que vamos construindo. 

A reflexão sobre nossa própria vida não é estimulada no nosso cotidiano, é quando entra a terapia como auxiliadora do processo de reflexão e na busca de caminhos e respostas. Então vemos que situações da vida que transformávamos em problemas enormes na verdade não eram tão intensos, não mereciam tanta preocupação e energia. 

  • Auxiliando a encontrar um propósito:

Na vida são incontáveis possibilidades do que fazer que nos intimidam e geram bloqueios não é mesmo? Muitas vezes ficamos perdidos e não sabemos como seguir e qual caminho seguir, ou quando sabemos também podem surgir bloqueios internos que são causados por muitos fatores e nos impede de avançar em nossos objetivos. Sabe aquele sentimento de ‘eu sei o que eu quero, mas não tenho motivação’, ‘eu sei o que quero, mas não consigo arrumar energias para fazer’ ou ‘eu sei o que quero, mas sempre arrumo barreiras para não realizar’. 

Na terapia você será auxiliado a encontrar muitas respostas para suas dúvidas e levantar novas perguntas que não havia feito antes, como se começasse a retirar os bloqueios que deixavam suas visões da vida e do mundo nebulosas. Como se realizasse um processo investigativo constante, só que dentro de você, com você mesmo. 

IMPORTANTE: Durante esses processos também é possível saber se a origem dos seus problemas e dificuldades são apenas comportamentais ou se existe um adoecimento mental envolvido. 

  • Ajudando a lidar com tensões e crises:

Sabe quando passamos por situações que são realmente estressantes, traumatizantes, críticas e que podem nos tirar do eixo? Então, a terapia também auxilia no desenvolvimento da forma que lidamos com situações adversas. Chamamos essa habilidade de lidar com situações críticas de ‘mecanismos de enfrentamento’, e esse mecanismo pode ser mais ou menos trabalhado. 

Lidar ‘bem’ com esses problemas não significa não sentir nada, ficando anestesiado para os sentimentos, mas lidar com eles de uma forma saudável que não desencadeie adoecimento físico, mental ou sofrimento extremo. Basicamente te ajuda a ser mais resiliente. 

Exemplos dessas situações são: Divórcio; Morte de alguém importante para nós; perder o emprego; Dificuldades financeiras…e vários outras situações. 

IMPORTANTE: Em todas essas situações os processos de luto, tristeza, raiva são importantes, o problema é quando esse sofrimento toma proporções patológicas ou você perde o controle de suas reações a esses sentimentos, fazendo com que suas atividades diárias sejam comprometidas e suas relações afetadas. Ex: Quando terminamos um relacionamento ouvimos que devemos ser fortes e não ficar chorando pela pessoa. Na verdade, isso é muito errado, pois precisamos do nosso momento de luto, é natural, é saudável e nós precisamos desse processo. Represar esses sentimentos apesar nos adoece. 

  • Desenvolvimento da inteligente emocional:

A inteligente emocional é a nossa capacidade de manejar as nossas próprias emoções, usando-as ao nosso favor e não conta. Ao desenvolver essa habilidade administrativa sobre seus sentimentos, também conseguimos entender a manifestação dos sentimentos de outras pessoas, nos ajudando a construir relacionamentos saudáveis e, consequentemente, mais qualidade de vida. 

A inteligente emocional nos ajuda a pensar melhor, sentir melhor, agir melhor e de forma mais racional, mesmo sob os efeitos dos nossos sentimentos, não deixando que eles controlem suas ações e sua vida. Você aprende a sentir da forma que precisa sentir e sem acumular sentimentos represados ou agir de forma impulsiva, gerando traumas, conflitos e adoecimentos. 

Para que possamos entender melhor do que se trata a inteligente emocional, vamos listar aqui alguns dos seus pilares principais:

  • Autorresponsabilidade: é comum que durante os conflitos tenhamos dificuldades de entender que temos responsabilidade no que está acontecendo também, muitas vezes só querendo culpabilizar o outro por situações que não necessariamente diz respeito ao outro. Então a autorresponsabilidade é essa noção e a capacidade de enxergar e assumir a nossa responsabilidade pelas coisas que acontecem em nossa vida, sejam coisas boas ou ruins, fracassos ou sucessos;
  • Percepção das emoções: as emoções estão carregadas de significados. Entender de onde elas vieram e o que querem dizer é fundamental para entender a complexidade humana e saber lidar com ela. Essas emoções podem ser as nossas ou a de outras pessoas, a empatia é um ótimo exemplo dessa percepção;
  • Gerenciamento das emoções: Depois de ter a percepção dessas emoções eu preciso também saber administrá-la, trabalhando a conscientização da resposta a emoção ou resposta emocional. Com esse pilar eu consigo manejar como precisa ser minha resposta/reação de acordo com cada situação;
  • Foco: Aqui é o aspecto relacionado com a capacidade de focar no que precisa ser focado, conseguir ver os aspectos positivos ou negativos das situações e das pessoas, que associado aos outros aspectos nos faz saber agir e administrar o que estamos focando;
  • Ação: Não adianta nada ter todas os outros aspectos se não conseguimos agir. A ação é o que define a mudança frente ao medo, tristeza, raiva…é por meio dela que conseguimos gerar resultados e proporcionar sentimentos satisfatório, romper com práticas ruins ou gerar bons relacionamentos.

HABILIDADES SOCIAIS: 

Habilidades sociais são aquelas necessárias para a vida em sociedade. Nós enquanto seres humanos, somos seres extremamente sociáveis e que necessitamos desse tipo de interação. Então definimos essas habilidades como um conjunto de estratégias e condutas de maneira afetiva, assertiva e ética dentro do contexto em que você vive. 

Os tipos de habilidades sociais podem ser básicos ou complexos, como listadas a seguir:

Habilidades sociais básicas

  • Escutar: escutar é essencial para saber se relacionar. Precisamos aprender sobre o outro com o outro. 
  • Iniciar uma conversa: pessoas extremamente tímidas podem nem conseguir iniciar uma conversa simples e isso afeta muitas dimensões da sua vida, seja profissional, amoroso e outros. 
  • Formular uma pergunta: Imagina você não conseguir nem formular uma pergunta simples por ter entraves nessas habilidades sociais. Exemplo: você fica nervoso e se atrapalha todo para perguntar que horas o próximo ônibus para sua cidade sai da rodoviária.
  • Agradecer: Saber agradecer quando somos ajudados.
  • Apresentar-se: Habilidade básica para as relações. Ex: você chega em uma roda de amigos que é tem pessoas que você ainda não conhece ou durante a realização de uma dinâmica de grupo em uma entrevista de emprego. 
  • Apresentar outras pessoas: Muitas vezes você pode ser o ponto de contato entre pessoas ou grupo de pessoas, então saber fazer essa apresentação de outra pessoa também é uma habilidade essencial. Ex: Você começa a namorar e precisa apresentar seu namorado para a família ou para seus amigos. 
  • Realizar uma atividade ou missão recebida: conseguir realizar atividades que foram destinadas a você ou não aceitar missões que não compete a você realizar. Saber quando dizer não também é uma habilidade essencial. 

Habilidades sociais complexas

– Empatia: capacidade de colocar-se no lugar de outra pessoa. Não significa sentir exatamente o que a outra pessoa está sentindo, mas compreender que viver aquela situação especifica traz certos sentimentos.

– Assertividade: Precisamos desenvolver a habilidade de ser claro, franco e direto, dizendo o que se quer dizer de maneira não violenta, mesmo que se trate de algo não agradável de se dizer ou ouvir. Muitas vezes ficamos enrolando e enrolando para dizer coisas que precisam serem ditas de forma assertiva, principalmente quando não temos muito tempo para destinar para aquela ação. 

– Capacidade de escuta: ser capaz de escutar com compreensão e cuidado, um escutar atento, fazendo um exercício de devolutiva para saber se o que você entendeu foi o que realmente a pessoa quis dizer. 

– Capacidade de comunicar sentimentos e emoções: por sermos seres extremamente complexos, a forma como nos comunicamos pode ser recebida de maneiras distintas de acordo com cada pessoa. Então externalizar e comunicar nossos sentimentos também deve ser feito de variadas formas, de acordo com a pessoa que você está se relacionamento naquele momento. Podemos ter um mesmo sentimento, porém falamos de maneiras diferentes de acordo com quem estamos falando. Ex: eu falo sobre uma crise no meu casamento para minha mãe diferente da forma que falo para um amigo. 

– Capacidade de definir um problema e avaliar soluções: habilidade social de uma pessoa para analisar uma situação levando em conta os elementos objetivos, assim como os sentimentos e necessidades de cada um.

– Negociação: a vida é negociação, justamente pelo fato de existir vontades e necessidades diferentes. Nem sempre você encontrará pessoas que pensa exatamente como você ou que deseja realizar o que precisa ser realizado;

– Modulação da expressão emocional: Imagina se não soubéssemos modular nossas expressões?  Não podemos manifestar expressões todas as vezes que ouvimos algo que nos chateia ou nos anima. Ex: Seu chefe disse algo que você achou péssimo e você precisa disfarçar a cara de descontentamento;

– Capacidade de pedir desculpas: Saber quando errou e que é necessário pedir desculpas. Errar faz parte da vida, então precisamos saber assumir nossos erros e nos reportar a quem magoamos de forma verdadeira e gentil. 

– Reconhecimento e defesa dos direitos: Habilidade em reconhecer e reivindicar seus próprios direitos e os dos demais. Zelando pela dignidade humana como fator primordial para as relações humanas. 

DESENVOLVENDO APRENDIZADOS PARA A VIDA TODA 

A terapia, antes de mais nada, é uma ferramenta educativa que te auxilia a lidar com sua vida, com as pessoas e os sentimentos de forma saudável. Ela é uma fonte inesgotável de conhecimento, sendo possível optar por diversas formas de abordagens e acompanhamentos durante a vida, tendo sempre algo mais a se aprender a cada dia e cada experiência. 

Todo o trabalho realizado entre você e o terapeuta tem como objetivo ser significativo e busca que você incorpore aquilo para sua vida, tornando aquelas reflexões e práticas parte de você. 

Pense que mesmo que você pare a terapia e ocorra situações estressantes durante sua vida, você saberá lidar com elas sem hesitação, mesmo que sejam situações diferentes da que lidou antes. As habilidades e inteligência emocional que você construiu serve para inúmeras situações da vida e vai se adaptando a cada experiência. 

Em resumo, a terapia promove o bem-estar e a saúde mental dos pacientes ao investigar a origem de suas perturbações, sentimentos, comportamentos e encorajá-los a fazer as mudanças necessárias para viverem melhor em todos os espaços de sua vida. 

QUAIS OS MELHORES DESENVOLVEDORES DESSE SERVIÇO DE TERAPIA ONLINE? 

Depois de tudo isso, a pergunta que fica é ‘Onde começo minha terapia online?’ e ‘Aonde encontro um profissional de qualidade?’

Nesse momento a melhor ferramenta é buscar uma plataforma online segura e com profissionais reconhecidos. FEPO pode te oferecer isso com toda a segurança!

A Fepo é uma plataforma online e completa, que une psicólogos competentes e comprometidos com você. Além da facilidade de você não precisar ir até um consultório, realizando suas sessões de onde você estiver.

O psicólogo online fornece estrutura e condição para que você encontre formas de superar o seu sofrimento e insatisfação. Atuando tanto em relação a questões internas, como também para aspectos voltados para relacionamentos, família, trabalho, entre outros.

Há várias formas que os psicólogos trabalham, alguns possuem uma postura de escutar mais, enquanto outros interagem mais, mas todas as formas visam a melhora e o bem-estar do cliente. Além disso, todos os profissionais do Fepo utilizam apenas abordagens reconhecidas pelo Conselho de Psicologia.

Em muitos países, as sessões online têm se tornado cada vez mais frequentes, com muito mais comodidade, segurança, valores acessíveis e uma série de fatores que contribuem para melhorar a sua qualidade de vida. A Fepo é referência no Brasil quando o assunto é psicologia online, eficiência, custo-benefício e sigilo.

A Fepo atua com dois tipos de serviço, a Sessão de Acolhimento Psicológico e a Sessão de Psicoterapia. Agora você me pergunta “Mas quais são as diferenças entre essas abordagens? 

  • As sessões de acolhimento psicológico têm como foco trazer alívio das angústias e tensões, por ser pontual tem duração menor em relação a uma sessão de psicoterapia, no entanto pode ser realizada mais de uma vez caso a pessoa sinta necessidade, mas é importante conversar com o psicólogo para definir a melhor direção;
  • As sessões de psicoterapia além de possuir espaço para a aliviar a angústia e a dor, também abre possibilidade para que a pessoa consiga promover transformações internas através das intervenções do psicólogo e tem como foco a melhora da saúde, bem-estar e autoconhecimento.

Lembre-se que a Fepo e nenhuma outra plataforma de psicólogos online atende emergências, quando algo grave acontecer ou caso sinta necessidade de conversar com alguém imediatamente, por gentileza procure o sistema de saúde da sua cidade ou entre em contato nesse site.

Esperamos que essas dicas possam ter ajudado você em seu processo. Boa Sorte!

Deixe um comentário

0
    0
    Seus Pedidos
    Você não possui nenhum pedido.Encontre seu Psicólogo