Síndrome de Burnout sintomas e causas

síndrome de burnout sintomas

Síndrome de Burnout sintomas e causas. Estar cansado com o seu trabalho e se sentir esgotado as vezes por isso é normal, de verdade. O problema, como em tudo na vida, é o excesso desse esgotamento. Ela é caracterizada por ser um distúrbio ligado às emoções, em que o principal causador é a demanda do trabalho em excesso. 

Os sintomas podem variar entre exaustão máxima, estresse e o cansaço físico. Geralmente, esse trabalho em excesso está ligado em ambientes de trabalho que as relações emanam muita competição e uma responsabilidade muito grande. 

Essa síndrome é muito comum em profissionais que precisam se expor constantemente a uma pressão absurda e grandes responsabilidades, como médicos, jornalistas, advogados entre outros. 

Não somente responsabilidade, outro fator muito presente nos portadores da síndrome de Burnout é quando o trabalho exercido é de extrema dificuldade, e que, em alguns momentos, sua capacidade é testada, e sua autoestima acaba diminuindo. 

Nos piores casos, a síndrome acarreta numa depressão profunda, e por isso justifica-se a procura por ajuda profissional e tratamento psicológico. 

Queremos deixar bem claro que esse texto não tem como finalidade diagnosticar o leitor de forma alguma. A finalidade desse artigo é viabilizar o debate acerca do tema que merece relevância por entender que o trabalho se torna cada vez mais cansativo e muitas vezes tira parte da vida pessoal desse indivíduo. 

Ao primeiro e menor sinal de esgotamento mental ou físico recomendamos a procura de um profissional da área de psicologia por entender a importância e relevância destes profissionais. 

Vamos entender um pouco sobre a síndrome de Burnout

Possíveis causas da síndrome de Burnout

As causas podem ser as mais variadas possíveis, pois cada ser é individual e apresenta suas devidas particularidades. Citaremos aqui algumas causas mais comuns e relatadas constantemente. 

1) Demonstrar de toda forma o seu trabalho. Sim, entendemos que é muito importante mostrar o nosso valor, porém, o excesso de demonstração a ponto de fazer com você atinja o seu esgotamento total mental e físico não é o recomendado. Você precisa achar um equilíbrio entre mostrar o seu serviço e manter seu equilíbrio emocional. 

2) Não conseguir se desconectar do seu trabalho. Se aos finais de semana, feriados ou dias que você não precisa trabalhar, você fica verificando os grupos do trabalho, e-mail ou qualquer tipo de informação ligado ao seu emprego, isso pode significar uma dependência e posteriormente um esgotamento. 

3) Negar que precisa de coisas vitais. Sim, algumas pessoas negam que precisam se alimentar melhor, ter uma melhor noite de sono ou até um lazer, a fim de continuar trabalhando. 

4) Fugir dos problemas. Seria quando a pessoa sabe que tem algo errado acontecendo, e evite a todo custo resolver aquela situação. 

5) De repente, o que era importante agora não é mais. Claro, nós estamos em constante evolução e mudamos nossos pensamentos com muita frequência, mas isso não diz respeito a coisas pessoais, como algum momento de lazer ou descanso, ou até mesmo nossa família. Esse tipo de mudança de valor interfere em toda a nossa vida, e se o motivo for o trabalho, pode ser um sinal da Síndrome. 

6) Essa pessoa se torna extremamente inflexível, nega todos os problemas existentes, e começa a ver seus colegas de trabalho como inúteis ou nada produtivos para a empresa. Muito comum, nesse momento, a agressividade tomar destaque no comportamento dessa pessoa. 

7) A vida social nem existe mais, ou se existe é infinitamente menor do que antes. O trabalho sempre toma conta dos seus horários pessoais e no primeiro momento de relaxamento, a busca sempre leva para o uso de álcool ou alguma substância ilícita. 

8) Algumas alterações de humor são evidentes, como a alegria que era constante e agora praticamente não existe mais. Essas alterações são mais perceptíveis por familiares e roda de amigos mais próxima. 

9) O indivíduo se perde em relação a sua essência, a quem verdadeiramente é; não consegue mais perceber quais suas necessidades e nem de quem está ao seu redor. 

10) O esgotamento total já caracteriza a presença da síndrome e é o momento em que a ajuda médica é mais do que necessária. 

Queremos reafirmar que desde a primeira causa, a presença do profissional psicólogo já era de extrema importância. Por isso, não deixe a sua saúde mental se perder totalmente para procurar ajuda. 

Síndrome de Burnout sintomas 

Novamente, deixamos claros as particularidades de cada indivíduo e que os sintomas aqui listados são os mais comuns e recorrentes. 

– O indivíduo com a síndrome já não se preocupa com sua assiduidade no trabalho, se ausentando diversas vezes; 

– O comportamento dessa pessoa costuma ser agressivo e com muita irritabilidade

– O isolamento pode parecer a melhor opção naquele momento; 

– As alterações de humor são claras e evidentes, se tornando cada vez mais bruscas;

– A falta de concentração é outro sintoma bastante frequente, devido ao esgotamento mental, bem como a memória completamente comprometida; 

– Caso não tenha, o indivíduo estará com uma disposição para a ansiedade (Transtorno de Ansiedade Generalizada) e a depressão também. Nos casos em que esses transtornos já estão presentes na vida da pessoa, ocorre o agravamento, a piora; 

– Com a junção de todos – ou parte – desses sintomas, a pessoa costuma lidar com as situações de forma pessimista, achando que tudo vai dar errado. Além disso, a autoestima desse paciente é algo que merece atenção por estar muito baixa. 

Claro, existem outros sintomas (físicos também) que podem estar presentes, como a dificuldade em dormir, as enxaquecas, o cansaço excessivo, a pressão arterial oscilando, algumas dificuldades respiratórias entre outras. 

Tudo vai depender do seu caso específico. 

Se você não se identificou totalmente com esses sintomas, vá ao psicólogo, e caso não tenha condições, comece organizando sua vida, delimitando o tempo de cada coisa, incluindo seu lazer. 

E o principal, pratique exercícios ou algum esporte. Sua mente pode estar confusa ou esgotada, mas o cansaço físico (de forma moderada, claro) pode contribuir com a melhora dos seus pensamentos e da sua saúde mental. 
Para ver mais sobre este tema, clique aqui.

Esperamos ter ajudado e que você tenha gostado.

Deixe um comentário

0
Pedidos