Tipos_de_terapeutas

Tipos de terapeutas – Entenda agora

Tipos de terapeutas entenda agora os tipos. Sabe-se que atualmente os cuidados com a saúde mental são cada vez mais estimulados, e esse é um grande avanço, afinal por muito tempo a terapia (que é uma forma de cuidar da nossa mente) foi vista como algo negativo.

Procurar por uma terapia não exige nenhum momento da vida específico, isto é, você não precisa estar com algum conflito em sua vida no momento ou algo que demonstre perigo para só então ir atrás de uma ajuda médica.

A terapia é mais do que necessária, e não tem “contraindicação”. Você pode usufruir da forma que quiser dessa prática que só tem o bem a lhe acrescentar. Portanto, decida que o melhor para você é realmente ter um cuidado maior com a saúde mental.

Dito isso, é interessante que você entenda como funciona os mais diversos tipos de terapia, bem como cada uma se posiciona nas consultas.

Existem alguns segmentos dentro da terapia que cada profissional pode optar por aplicar em suas sessões, e talvez você não se adeque a qualquer uma.

Pense que você procura por um terapeuta e ele, com o seu seguimento, não consegue sanar os seus contratempos atuais, então se você tivesse visto isso antes talvez o resultado teria sido outro.

Vamos entender melhor sobre os tipos de terapeutas?

Tipos_de_terapeutas

Tipos de terapeutas que seguem a psicanálise

A psicanálise é muito conhecida por ser a terapia originada por Freud, e esse nome talvez seja o mais conhecido dentro de toda a área da Psicologia.

Essa terapia consiste no paciente que está deitado no divã, se posicionando de costas para o analista, possuindo toda a liberdade para falar o que achar melhor, sem nenhum tipo de filtro.

Esse tipo de terapia tem o objetivo de incentivar o paciente a ter os seus próprios pensamentos, sem que o profissional instigue a isso ou até interfira nesses pensamentos.

Essa terapia é bastante indicada àqueles que possuem problemas crônicos relacionados a personalidade, ou os que desejam conhecer e desvendar as suas mais profundas camadas pessoas internas.

Não existe uma “barreira” quanto a quantidade de sessões que você precisará durante uma semana (ou até mesmo pela vida), que pode durar por muitos anos à frente.

Terapeutas com a técnica jungiana

Os tipos de terapeutas que seguem a técnica jungiana costumam ter como base de suas sessões os sonhos do paciente, e através desses sonhos será possível auxiliar o paciente a chegar às respostas que necessita.

Contudo, não somente os sonhos são a chave para essa terapia, podendo ser utilizados também alguns desenhos ou caixas de areia com miniaturas.

Essas miniaturas servirão para a montagem de algum determinado cenário, que poderá ser guiado pelo terapeuta.

A ressalva que temos quanto a essa terapia é que você, na postura de paciente, não poderá falar o que bem entender, e sim seguir o diálogo e a linha de pensamento que o terapeuta quiser.

Não é que o terapeuta vai falar o que ele quer, e sim guiar essa sessão com base no que você demonstrou dentro dessa dinâmica de sonhos ou desenhos.

Esse tipo de terapia é muito indicado para quem é mais tímido e não consegue simplesmente falar tudo que pensa, ou até mesmo àqueles que desejam se conhecer mais profundamente.

Quanto a duração dessas sessões a sua necessidade que vai determinar esse período, mas afirmamos que muitas delas demoram anos.

Terapia lacaniana

A terapia lacaniana se assemelha bastante com a psicanálise e se misturando com a jungiana, isso porque o paciente está deitado em um divã e o terapeuta analisa essa conversa, utilizando também a interpretação dos sonhos.

Dessa forma, o analista consegue acessar o inconsciente do paciente sem nem ao menos ele perceber. Para os terapeutas desse seguimento, é na interpretação de sonhos que está a compreensão do problema.

Essa terapia também é muito indicada para quem quer se conhecer melhor, bem como encontrar as suas profundas camadas. Contudo, por outro lado, se você está em uma emergência talvez esse não seja o tipo mais adequado.

A duração dessas sessões também costuma demorar um pouco, entretanto algumas consultas têm o período de alguns minutos.

Você pode se dar muito bem com essa terapia e ficar nela por anos, ou pode trocar por outra que se sinta mais à vontade.

Cognitivo-Construtivista

Nessa terapia o analista irá analisar os seus pensamentos e as suas ações no dia a dia, além de avaliar o seu sistema nervoso central, para verificar que os problemas são somente psicológicos.

Muito indicada para que possui algum tipo de lesão (ou qualquer dando que esteja ligado ao cérebro), assim como os processos degenerativos.

Essa terapia também é indicada para quem deseja dar um “upgrade” no cérebro, principalmente para o público adolescente que presta vestibular ou concursos de qualquer natureza.

A duração vai depender totalmente do tipo de problema que você está enfrentando no momento.

 

Deixe um comentário

0
Pedidos