5 técnicas para vencer a Síndrome do Impostor

5 técnicas para vencer a Síndrome do Impostor

Você já teve a sensação de que as pessoas esperam de você mais do que realmente tem para oferecer? Sente que não é bom o suficiente, e que, talvez, as coisas que conquistou foram pura sorte? Já pensou que não estava se esforçando de forma justa, apesar de passar horas dedicado a uma função?

Todos esses sentimentos são sintomas diretos da Síndrome do Impostor, que tem ganhado cada vez mais espaço e atenção pela comunidade de psicologia. Sua ação faz com que as pessoas se sintam “farsantes”, acreditando, assim, que não são boas, competentes, inteligentes ou dedicadas o suficiente.

Embora não seja classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um distúrbio psicológico, estudos da Dominican University of California comprovaram que cerca de 70% das pessoas já foram, são ou serão afetadas por essa síndrome, que causa reações que afetam psicologicamente seus pacientes.

A Síndrome do Impostor está diretamente atrelada a sentimentos e reações de ansiedade; sobrecarga de atividades; procrastinação; insegurança; vergonha; sentimentos de não merecimento ou não pertencimento etc. Todos esses efeitos impactam de maneira séria em um fator indesejado: a autossabotagem.

A autossabotagem, consequência dessa síndrome, pode nos impactar em todos os âmbitos de nossa vida: seja em nossa carreira acadêmica, no ramo profissional ou em nossas relações interpessoais.

Quando acreditamos não sermos bons ou merecedores de algo, automaticamente não lutamos para conquistar mais, aceitamos as situações em que nos encontramos ou que nos são impostas, além de não focarmos em autodesenvolvimento e não reconhecermos nosso real valor.

Portanto, trouxemos neste artigo 5 estratégias retiradas da obra “Pare de Se Sabotar e Dê a Volta Por Cima”, do consultor de carreiras, educador e psicoterapeuta, Flip Flippen, para que você possa eliminar a autossabotagem e vencer a Síndrome do Impostor de uma vez por todas.

Pronto para ser a melhor versão de si mesmo, e, principalmente, para ter consciência de seu potencial? Então vamos lá!

Clique no banner para acessar o site da Fepo e agendar uma consulta online:
5 técnicas para vencer a Síndrome do Impostor

1. Conheça suas limitações

O sucesso, de uma maneira geral, necessita muito mais do que “dons”, na verdade, é essencial desenvolver percepção sobre o funcionamento das coisas e do mundo ao redor.

Muitas vezes os sentimentos atrelados à Síndrome do Impostor são causados por não possuirmos tal olhar analítico e introspectivo. Conseguimos julgar as habilidades e falhas do próximo, mas, e quando se trata de nós mesmos?

Portanto, o primeiro passo para que eliminemos os sentimentos de insuficiência e insegurança, é reconhecer, realmente, aquilo em que somos bons, para que possamos melhorar nossas habilidades, e quais são nossas limitações, para que possamos superá-las.

Flip Flippen traz a Teoria da Superação das Limitações, onde afirma que, assim como os seus pontos fortes, a identificação e superação de suas fraquezas são fatores cruciais para o seu sucesso, e que a maioria de seus impedimentos é derivada de fundamentos singulares e dimensionáveis.

Também é necessário levar em conta que algumas limitações são mais prejudiciais que outras. Isso é importante para que possamos definir prioridades sobre com o que lidar primeiro.
Reanalisar seu trabalho antes de entregá-lo, por acreditar que há algo errado, pode fazer com que você perca um pouco de tempo, apesar de não ser um grande problema. Porém, deixar de aceitar uma chance de sucesso por medo de decepcionar os outros, tem um peso muito maior e mais significativo.

Sendo assim, ao refletir sobre nossos objetivos, nossos deveres e nossos relacionamentos, somos capazes de decidir quais limitações devem ser enfrentadas. Para que, de maneira otimizada, identifiquemos quais impactarão de forma mais relevante no alcance de nosso sucesso.

2. Enfrente suas angústias

5 técnicas para vencer a Síndrome do Impostor

Muitas vezes nos autossabotamos ao nos mantermos presos às nossas angústias. Isso se justifica pelo fato de a maioria das pessoas ter dificuldade de reconhecer e enfrentar um problema. Com base nisso, o autor de “Pare de Se Sabotar e Dê a Volta Por Cima” sugere que encaremos de frente nossas dificuldades.

Os problemas que ignoramos nos impossibilitam evoluir. Seja ao recusar uma boa oportunidade de expor suas ideias ou de defender um posicionamento; ao tentar uma nova área na carreira; ao assumir novas responsabilidades; se arriscar em relacionamentos pessoais ou simplesmente ao se negar aprender algo novo.

Sendo assim, é preciso que haja uma profunda reflexão interior: se questione o motivo de você se sentir inseguro, indague se seus sentimentos de insuficiência têm fundamento, colete opiniões e feedbacks de pessoas importantes para você. Além de tudo, não hesite em buscar ajuda profissional, caso considere necessário.

Pare um minuto para refletir sobre o que aconteceria se, além de você assumir suas limitações, você lutasse para superá-las. É importante possuir consciência sobre aquilo em que somos bons, mas focar em nossos pontos fracos nos abre um novo leque de possibilidades, proporcionando um melhor desempenho.

Corrigindo pensamentos, comportamentos e sentimentos negativos, somos capazes de aumentar nossa produtividade, aperfeiçoar nossos relacionamentos interpessoais, desenvolver nossa auto estima e, principalmente, reconhecer nosso valor.

3. Identifique onde suas fraquezas te atrapalham

É inegável que todos nós possuímos fraquezas e que, de maneira inevitável, elas nos seguem por todos os caminhos que trilhamos. O fato de reconhecê-las não significa que devamos nos culpar, algo que acontece quando sofremos com a Síndrome do Impostor.

Ao reconhecer nossas fraquezas, compreendemos de que maneira cada uma delas pode impactar nossa vida, além de decidir quais devem ser eliminadas primeiro.
Nossas limitações se dão de diversas maneiras, e podem nos prejudicar em infinitas áreas. Mas não se desespere nem se sinta mal por possuí-las, o que importa é o que você faz com elas!

Com base nisso, Flip sugere que você analise quais limitações te prejudicam na conquista de seus objetivos, e que para não se sentir inseguro, foque nelas ao invés de em suas qualidades.
A maior lição do autor é a de que para superar a Síndrome do Impostor não podemos focar somente em falhas, para que compreendamos que é possível mudar para melhor, ao passo que não fiquemos somente atrelados à eventos de sucesso, para que não acreditemos que não haja mais nada a aprender.

4. Analise seus objetivos em relação às suas inseguranças

Assim como todos temos dificuldades singulares, também possuímos habilidades que nos tornam especiais. Para vencer a Síndrome do Impostor, busque pelas funções que você desenvolve com mais eficiência e qualidade, e aquelas às quais você mais recebe reconhecimento, não deixe de pedir opiniões externas!

Também leve em consideração dedicar mais tempo às suas maiores necessidades, se você já tem uma habilidade, dedique à ela menos tempo do que dedica para eliminar uma fraqueza.
Se você não é criativo, mas trabalha com contabilidade, por exemplo, está tudo bem; se você é péssimo em matemática, mas trabalha com arte, não se sinta mal, mas, se você se sente inseguro com sua oratória, apesar de precisar constantemente fazer apresentações, essa é uma limitação na qual você deve focar.

Então, de maneira geral, saiba que é importante continuar se aperfeiçoando, mas que, ainda mais importante é analisar os caminhos que você quer seguir e as conquistas que deseja ter, para, assim, ultrapassar as barreiras que dificultam a sua caminhada.

5. Elimine suas limitações progressiva e constantemente

A Síndrome do Impostor muitas vezes acontece por sentirmos que não estamos dando o nosso máximo, que não estudamos tempo suficiente ou que não nos dedicamos de maneira justa, por exemplo. Na realidade, o maior causador disso é a nossa visão distorcida das nossas qualidades e da nossa própria evolução.

O sucesso pleno, segundo Flip Flippen, é baseado em se tornar tudo aquilo que somos capazes de ser: bons funcionários, alunos, filhos, maridos ou esposas, amigos etc. Com isso, muitos se sentem uma fraude por não alcançarem a melhor versão de si mesmo agora.

Assim, ao não conseguirmos executar todas as coisas que desejamos ao mesmo tempo, ao não sermos excelentes em tudo que nos propomos a fazer, ou ao não termos tempo para nos dedicarmos a todos os nossos objetivos, nos sentimos culpados, ou nos sobrecarregamos a ponto de sermos ruins ou medianos em tudo.

O segredo para eliminar a Síndrome do Impostor é entender que o sucesso é um caminho infinito, em que você sempre pode ser melhor do que é, e, ao mesmo tempo, ter consciência de que é muito melhor do que já foi um dia.

Portanto, não tente resolver todos os seus problemas, limitações e inseguranças de uma única vez, foque nas coisas mais importantes e impactantes e, aos poucos e de maneira constante, vá se superando, sem ser tão exigente consigo mesmo.

Concluindo: você está indo muito bem!

Seremos realistas ao afirmar que muitas pessoas nascem com mais limitações, dificuldades e inseguranças, enquanto outras possuem o privilégio de estarem em ambientes e possuírem condições de serem mais confiantes consigo mesmas.

Contudo, possuir menos limitações não quer dizer possuir mais crescimento pessoal. Isso porque o crescimento pessoal está diretamente conectado com a nossa capacidade de prestar atenção no que nos impede ou nos atrapalha no caminho de nossas realizações.

Quem aprende a superar as dificuldades é muito mais desenvolvido do que aqueles que nunca possuíram tais fraquezas. Sendo assim, a superação das limitações pessoais nos permite eliminar comportamentos autossabotadores.

Por fim, lembre-se que suas inseguranças, dificuldades e fraquezas apenas lhe definirão se você mesmo permitir. Sendo assim, identifique suas limitações, busque superá-las, reconheça e reforce seu valor e seja mais gentil com você.

A busca pela vitória não deve dizer respeito à atender as expectativas dos outros, a superar seus rivais ou a ser melhor que todo mundo. Mas sim tornar-se a melhor versão de si mesmo, todos os dias, e acreditar que você é capaz disso.

Este post foi produzido pela equipe do PocketBook4You, uma plataforma que oferece centenas de resumos de livros dos maiores autores e best-sellers da atualidade, e tem como principal missão levar conhecimento diversificado que se encaixa no dia a dia de cada um dos seus usuários, ao redor do Brasil e do mundo!