Bloqueio emocional: devo me preocupar?

Ninguém está imune, todos estão suscetíveis a ter um bloqueio emocional, e está tudo bem, afinal não somos robôs. O que você precisa fazer é saber lidar com essa situação da melhor forma. 

Definitivamente, quem controla nossa vida é a nossa mente, e com ela, as nossas emoções. Quando estamos estressados ou magoados nós não conseguimos ser produtivos ou até realizar coisas simples da nossa rotina. 

Ressaltamos que sempre iremos recomendar um atendimento clínico psicológico, pois ao contrário do que muitos pensam, esse profissional pode te auxiliar até de forma preventiva, então uma consulta com um profissional de Psicologia é sempre recomendada.

Sua saúde deve ser sempre priorizada. Por isso, justifica-se esse artigo. Pretendemos viabilizar esse debate e espalhar a informação, então atente-se às nossas dicas e sempre compare com o que está acontecendo com você. 

Você não está fazendo um autojulgamento, apenas se preocupando com o seu bem-estar e verificando quais pontos você pode melhorar. 

Vamos às dicas? 

Afinal, o que é “bloqueio emocional”? 

Podemos definir bloqueio emocional como sendo uma espécie de barreira, obstáculo que se forma na sua mente a fim de evitar uma mágoa posterior. Nosso inconsciente é muito poderoso, e ele cria essa forma de defesa para proteger os seus sentimentos, e você achando que era culpa sua né? 

Mas não se apresse: esse bloqueio impede um sofrimento naquele momento, porém, isso não significa que essa situação ruim não vai mais existir nunca mais. 

O seu corpo está sempre mandando sinais, não só de um possível bloqueio emocional, como de outras situações que acontecem na sua cabeça. Mas, em específico com o bloqueio, você precisa ter cuidado com a frequência, pois em algum momento isso pode gerar uma doença física no seu corpo. 

CUIDADO: você pode achar que o seu bloqueio emocional sempre é culpa dos outros, porém tente fazer um exercício de autoconhecimento. Procure observar quem você é de verdade, quais são as suas fraquezas, quais os pontos positivos que você apresenta, enfim. Procure saber de fato quem é você. 

Ficar em quarentena é uma medida importante, porém extremamente difícil de cumprir sem pirar. Além da saúde física, é preciso cuidar com carinho dos seus e dos pensamentos da sua família. Conheça aqui os 10 passos para você conseguir controlar a ansiedade durante essa pandemia. 

Por que estou tendo um bloqueio emocional? 

O bloqueio emocional pode ter mil e um motivos para estarem existindo. O que você precisa fazer agora é parar um segundo de pensar nos outros e olha para si. Vamos listar alguns dos motivos mais recorrentes, mas cada pessoa é individual e apresenta suas particularidades. 

Isso não é um diagnóstico, nunca substitua por um atendimento psicológico para melhor identificação. Estamos aqui somente com um caráter informativo. 

  • Autoestima

A confiança em si é a chave para manter uma segurança pessoal. Por esse motivo, procure sempre manter uma positividade em relação ao seu rendimento e a sua capacidade. Nós não somos perfeitos, mas precisamos sempre estar positivos em relação a nós mesmos. 

  • Situação vividas no passado

Entendemos que alguns acontecimentos passados podem refletir muito negativamente na sua vida, porém você precisa fazer um exercício mental e colocar em sua cabeça o momento que você vivendo, que é o presente.

Nem ficar remoendo o passado muito menos fissurado com o que vai acontecer no futuro. Viva naturalmente e deixe as coisas acontecerem, claro sempre atento aos seus planejamentos, metas e objetivos. 

  • Rejeição

Muitas vezes nós colocamos as experiências passadas acima de tudo e nos interrompemos de viver algo do presente. Por esse motivo, podemos chegar a rejeitar quem nós somos e nos perder. 

A partir de hoje mantenha sempre a cabeça no presente e de forma positiva. O pensamento é muito importante para lidar bem com os bloqueios emocionais

  • Tudo é um processo

Se você fecha uma porta e mantém a janela fechada, como você espera que algo entre na sua vida? Toda a sua vida é um processo, feito por etapas, e você precisa estar preparado para passar muito tempo nesse procedimento. 

Isso porque você vai evitar os bloqueios emocionais quando atingir um equilíbrio emocional, e até lá, você vai precisar passar por muita coisa, e que valerá muito a pena. 

  • Onde você está? 

Se a sua casa, seu ambiente de trabalho ou até a sua rodinha de amigos for um lugar que só alimente os seus bloqueios, você nunca vai conseguir melhorar. 

Você tem duas opções: 1) aprender a conviver da melhor forma possível com as pessoas NECESSÁRIAS para sua vida; ou, 2) mudar de ar, mudar de pessoas, conviver com quem te acrescenta, e não atrasa. 

O que os bloqueios emocionais podem te causar?

Experiências negativas e não processadas

Eles surgem quando as emoções normais e adequadas que lhes pertencessem (no passado) não foram vividas. Mesmo com o trauma, as emoções geralmente não são vividas. 

Tais experiências são frequentemente empurradas para o inconsciente. Eles só aparecem na vida adulta através do comportamento, que muitas vezes achamos difícil de explicar.

Por exemplo, comportamento irracional como raiva forte, tristeza inexplicável, ciúmes exagerados, medos irracionais, emoções difíceis de explicar e que afetam repetidamente a qualidade de vida.

Sugestões

Os bloqueios emocionais também podem surgir de declarações de outras pessoas que você ouviu no passado. Muitas vezes, são figuras de autoridade, como pais, professores, educadores cujas declarações (sugestões) geralmente ficam presas no subconsciente das crianças por toda a vida. 

Ou ouvimos certas declarações repetidamente e as aceitamos como verdadeiras em algum momento.

O seu bloqueio emocional pode ter origem em qualquer um dos âmbitos tratados aqui, ou outros que não citamos, mas o importante é que você tenha conhecimento do motivo de passar por essas situações, para lidar melhor com qualquer problema que apareça. 

A sua saúde mental é muito importante, por isso, procure sempre priorizar o seu bem-estar emocional, precisando de ajuda conte com um dos nossos psicólogos online

Deixe um comentário

0
Pedidos